Listas

10 melhores startups de tecnologia fundadas por mulheres

Atualmente, muitas mulheres não esperam que as empresas dêem para elas a posição de liderança que elas merecem — elas pegam seu espírito empreendedor e lançam suas próprias companhias.

Adriana Gascoigne, fundadora e CEO da Girls in Tech, é uma dessas mulheres. Em 2007, cansada de ser a única mulher na startup que ela trabalhava em San Francisco, EUA, ela fundou sua própria companhia. A Girls in Tech é uma empresa global sem fins lucrativos dedicada a erradicar a disparidade de gênero no ramo tecnológico.

LEIA MAIS: Como Uber, Airbnb e Etsy transformaram 1.000 clientes em 1 milhão

Nove anos depois, a Girls in Tech está hospedando a Amplify Women’s Pitch Night Competition, uma competição que elege a melhor mulher empreendedora dos Estados Unidos. No dia 16 de novembro, 10 mulheres empreendedoras lançaram a primeira fase da de startups de tecnologia para líderes tecnológicos experientes e outros investidores.

As 10 finalistas foram escolhidas entre 139 aplicações ao redor do mundo e elas são de diferentes origens, tendo uma médica, estudantes e uma que trabalhou na administração do Obama. A vencedora receberá um prêmio de US$ 10.000, laptops e seis meses de espaço em um escritório no RocketSpace, um campus localizado em San Francisco desenvolvido exclusivamente para auxiliar empreendedores e startups da tecnologia.

VEJA TAMBÉM: 25 próximas startups bilionárias para 2017

Veja na galeria de fotos quais são as 10 startups lideradas por mulheres finalistas da Amplify Women’s Pitch Night Competition:

  • AdmitSee

    Esta startup busca “trazer transparência ao processo de entrada na faculdade e na pós-graduação”. Eles agem como uma plataforma para todas as etapas para ingressar nas faculdades norte-americanas: aplicações, redações, resultados de testes e detalhes sobre o processo global.

    Opinião de Adriana Gascoigne sobre a startup: eu gosto que a AdmitSee está servindo para uma necessidade real. Eles buscam transformar um processo extremamente esmagador, demorado e intimidante. É difícil não simpatizar com uma plataforma que torna a admissão dos estudantes na faculdade algo mais fácil, já que a educação é algo extremamente importante.

  • Dot Laboratories

    Esta empresa oferece testes diagnóstico para endometriose, doença caracterizada pelo crescimento de tecido fora do útero.

    Opinião de Adriana Gascoigne sobre a startup: como uma mulher, tenho uma relação direta com isso. Eu tenho muitas amigas nessa condição e demorou anos para elas serem diagnosticadas. É de partir o coração. A Dot está criando um caminho para alertar com antecedência sobre o assunto. Sua tecnologia ajudará mulheres em todos os locais a terem o conhecimento necessário para realizarem decisões críticas sobre sua saúde.

  • FINDMINE

    A FINDMINE é uma startup que gere catálogos de produtos e analisa os dados dos usuários dos varejistas. Depois, eles combinam os produtos com o gosto dos consumidores. Isso significa que os compradores identificam os produtos perfeitos para as preferências deles em websites, anúncios, e-mails, etc.

    Opinião de Adriana Gascoigne sobre a startup: a guerra dos dados não vai acabar. Varejistas usam os dados para atender os clientes e personalizar o marketing. Isso é o que os consumidores esperam.

  • Give InKind

    Esta é uma plataforma dedicada a proporcionar conforto para quem precisa, desde a organização de refeições entregues em domicílio até aconselhamentos.

    Opinião de Adriana Gascoigne sobre a startup: tenho muito carinho por esta startup. Tirar seu aborrecimento e no lugar dele promover cuidados é um ótimo conceito.

  • Indian Moms Connect

    Esta é uma comunidade online para mães indianas. Elas compartilham histórias, dicas, receitas, entre outras coisas.

    Opinião de Adriana Gascoigne sobre a startup: eu adoro que nesta plataforma o conteúdo é gerado pelo usuário. Isso imediatamente cria um senso de comunidade. Além disso, eles têm boas sugestões de produtos no seu contexto.

  • Pace Match

    A Pace Match ajuda o usuário a encontrar um parceiro de corrida que viva perto dele e que corra numa velocidade parecida.

    Opinião de Adriana Gascoigne sobre a startup: esse foi o resultado de uma desenvolvedora usando seu tempo livre para brincar com a Interface de Programação de Aplicativos com um corredor. Ela percebeu que a velocidade era o ponto de dado final. Acho que este será um grande sucesso entre corredores.

  • Penta Medical

    A Penta Medical foca em ajudar na cura de um trauma ósseo de modo mais rápido e seguro, usando tecido com tecnologia infravermelha.

    Opinião de Adriana Gascoigne sobre a startup: a tecnologia na medicina é algo absolutamente fascinante para mim. Além do lado empreendedor, eu gosto da filosofia de “fazer o bem” que a companhia tem.

  • ResultCare

    Este é um aplicativo dedicado à medicina baseada em evidências de preços. Ele tem como base mostrar custos para que os pacientes possam tomar decisões inteligentes sobre seus gastos com a saúde.

    Opinião de Adriana Gascoigne sobre a startup: o cuidado com a saúde é uma área que necessita de inovação, e o fato de que esse aplicativo leva em consideração os custos é algo fundamental.

  • Stilla

    Este é o menor sistema de segurança, que cabe até na sua mão. Ele pode ser ligado a qualquer coisa, uma porta, uma bolsa, um laptop, e ele vai alertá-lo caso os objetos se movam.

    Opinião de Adriana Gascoigne sobre a startup: “o aspecto da facilidade do uso desse sistema é algo fascinante. Eu gosto que você pode usá-lo para objetos que você precisa, quando precisa”.

  • Vidcode

    Esta é uma plataforma de codificação Javascript segmentada para adolescentes.

    Opinião de Adriana Gascoigne sobre a startup: plataformas como esta, que ensinam códigos de maneira respeitosa e engraçada, têm grande demanda. Eu sou fã de tudo que encoraja os jovens (especialmente mulheres) a aprenderem codificações.

AdmitSee

Esta startup busca “trazer transparência ao processo de entrada na faculdade e na pós-graduação”. Eles agem como uma plataforma para todas as etapas para ingressar nas faculdades norte-americanas: aplicações, redações, resultados de testes e detalhes sobre o processo global.

Opinião de Adriana Gascoigne sobre a startup: eu gosto que a AdmitSee está servindo para uma necessidade real. Eles buscam transformar um processo extremamente esmagador, demorado e intimidante. É difícil não simpatizar com uma plataforma que torna a admissão dos estudantes na faculdade algo mais fácil, já que a educação é algo extremamente importante.

Comentários
Topo