10 piores ações de 2016

Apesar do mercado internaiconal não estar passando pelo momento crítico da economia brasileira, algumas companhias não passaram os seus melhores dias em 2016. Indústrias de biotecnologia e farmacêutica, por exemplo, acompanharam grande queda em suas ações, caso da ETF, da Perrigo e da Allergan.

LISTA: 10 melhores CEOs do Brasil abaixo dos 40 anos

No entanto, nomes mais populares, como a esportiva Under Armour, também entraram para a lista das piores ações de 2016. E sabe-se que, quando os ativos caem, cabeças rolam. Das dez empresas que pior indicaram no índice S&P 500 neste ano, cinco perderam seus CEOs.

Veja na galeria de fotos quais foram os maiores perdedores de 2016:

  • 10º) Illumina

    Setor: biotecnologia

    Perda no ano: -32%

  • 9º) Stericycle

    Setor: reciclagem

    Perda no ano: -34%

  • 5º) Vertex Pharma

    Setor: farmacêutico

    Perda no ano: -37% (empatado)

  • 5º) Under Armour

    Setor: vestuário

    Perda no ano: -37% (empatado)

  • 5º) Allergan

    Setor: farmacêutico

    Perda no ano: -37% (empatado)

  • 5º) Alexion

    Setor: farmacêutico

    Perda no ano: -37% (empatado)

  • 4º) Perrigo

    Setor: farmacêutico

    Perda no ano: -42%

  • 3º) TripAdvisor

    Setor: turismo e tecnologia

    Perda no ano: -43%

  • 2º) First Solar

    Setor: energia solar

    Perda no ano: -51%

  • 1º) Endo International

    Setor: farmacêutico

    Perda no ano: -74%

10º) Illumina

Setor: biotecnologia

Perda no ano: -32%

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).