Listas

Os bilionários que estão por trás das marcas mais famosas do mundo em 2017

A soma das fortunas dos bilionários que estão por trás das 100 maiores marcas do mundo passa de US$ 1,1 trilhão – graças a você e as suas empresas preferidas. Se analisarmos alguns objetos ao nosso redor, como chaves, celular ou até coisas nas quais não prestamos atenção com frequência – como a tampa de uma garrafa -, poderemos perceber que pelo menos uma delas fez um empreendedor ganhar milhões (se não bilhões) de dólares.

RANKING GLOBAL: 20 maiores bilionários do mundo em 2017

FORBES selecionou uma parte da lista dos bilionários do mundo em 2017 para descobrir quantas fortunas são alimentadas pelas 100 maiores marcas do planeta. Muita gente pode pensar, automaticamente, na Apple ou na Disney, mas há outras empresas, que atendem necessidades menores dos consumidores, como Red Bull, Netflix e Corona, que fizeram de seus líderes homens muito ricos. 75 bilionários do mais recente ranking devem seus patrimônios à essas amadas marcas, independentemente de as terem fundado ou não.

A soma das fortunas dos bilionários que estão por trás das 100 maiores marcas do mundo passa de US$ 1,1 trilhão

Mais impressionante ainda é a soma desses patrimônios: US$ 1,1 trilhão – ou 14% do total da fortuna de todos os 2.043 bilionários (US$ 7,67 trilhões).

MAIS RANKING: Conheça os 10 maiores bilionários do mundo ligados à tecnologia

É interessante constatar que não são sempre as maiores companhias que produzem os maiores bilionários. A rede de varejo fast fashion Zara está na 53ª posição entre as 100 maiores marcas, mas seu fundador, Amancio Ortega, é uma das cinco pessoas mais ricas do mundo há alguns anos. Outro fato curioso envolve Laurene Powell Jobs, a viúva do cofundador da Apple, Steve Jobs. Enquanto a revolucionária empresa de tecnologia é a número 1 do ranking de marcas, a maior parte da fortuna, atualmente, de Laurene vem da Disney, que está na oitava posição do ranking.

Veja na galeria de fotos os grandes bilionários por trás das marcas mais famosas do mundo em 2017:

  • 1º) Apple

    Laurene Powell Jobs, US$ 20 bilhões

  • 2º) Google

    Larry Page, US$ 40,7 bilhões
    Sergey Brin, US$ 39,8 bilhões
    Eric Schmidt, US$ 11,1 bilhões
    Andreas von Bechtolsheim, US$ 4,5 bilhões
    David Cheriton, US$ 4,2 bilhões
    Kavitark Ram Shriram, US$ 2 bilhões

  • 3º) Microsoft

    Bill Gates, US$ 86 bilhões
    Steve Ballmer, US$ 30 bilhões
    Paul Allen, US$ 19,9 bilhões
    Charles Simonyi, US$ 2 bilhões

  • 4º) Coca-Cola

    Sol Daurella, US$ 1,1 bilhão

  • 5º) Facebook

    Mark Zuckerberg, US$ 56 bilhões
    Dustin Moskovitz, US$ 10,7 bilhões

  • 6º) Toyota

    Dan Friedkin, US$ 3,6 bilhões

  • 8º) Disney

    Laurene Powell Jobs, US$ 20 bilhões

  • 11º) Samsung

    Lee Kun-Hee, US$ 15,1 bilhões
    Jay Y. Lee, US$ 6 bilhões
    Hong Ra-Hee, US$ 1,8 bilhão
    Lee Boo-Jin, US$ 1,6 bilhão
    Lee Seo-Hyun, US$ 1,5 bilhão

  • 12º) Amazon

    Jeff Bezos, US$ 72,8 bilhões

  • 14º) BMW

    Stefan Quandt, US$ 18,3 bilhões
    Susanne Klatten, US$ 20,4 bilhões

  • 16º) Oracle

    Larry Ellison, US$ 52,2 bilhões

  • 17º) Intel

    Gordon Moore, US$ 7,3 bilhões

  • 18º) Nike

    Phil Knight, US$ 26,2 bilhões

  • 19º) Louis Vuitton

    Bernard Arnault, US$ 41,5 bilhões

  • 22º) Walmart

    S. Robson Walton, US$ 34,1 bilhões
    Jim Walton, US$ 34 bilhões
    Alice Walton, US$ 33,8 bilhões
    Lukas Walton, US$ 11,3 bilhões
    Ann Walton Kroenke, US$ 6 bilhões
    Christy Walton, US$ 5,4 bilhões
    Nancy Walton Laurie, US$ 4,3 bilhões
    Drayton McLane Jr., US$ 1,9 bilhão

  • 25º) Budweiser

    Jorge Paulo Lemann, US$ 29,2 bilhões
    Marcel Herrmann Telles, US$ 14,8 bilhões
    Carlos Alberto Sicupira, US$ 12,5 bilhões

  • 27º) SAP

    Hans-Werner Hector, US$ 1,4 bilhão

  • 33º) H&M

    Stefan Persson, US$ 19,6 bilhões
    Lottie Tham, US$ 3,2 bilhões
    Charlotte Soderstrom, US$ 2,2 bilhões
    Karl-Johan Persson, US$ 2,1 bilhões
    Tom Persson, US$ 2,1 bilhões

  • 34º) L’Oreal

    Liliane Bettencourt, US$ 39,5 bilhões

  • 35º) Ford

    Martha Ford, US$ 1,5 bilhão

  • 39º) Home Depot

    Bernard Marcus, US$ 4 bilhões
    Arthur Blank, US$ 3,3 bilhões

  • 44º) Gucci

    François Pinault, US$ 15,7 bilhões

  • 45º) Starbucks

    Howard Schultz, US$ 3 bilhões

  • 46º) IKEA

    Jonas Kamprad, US$ 1 bilhão
    Mathias Kamprad, US$ 1 bilhão
    Peter Kamprad, US$ 1 bilhão

  • 48º) Hermès

    Nicolas Puech, US$ 2,3 bilhões

  • 51º) Fox

    Rupert Murdoch, US$ 13,1 bilhões

  • 52º) Ebay

    Pierre Omidyar, US$ 8 bilhões
    Jeffrey Skoll, US$ 4,3 bilhões
    Meg Whitman, US$ 2,3 bilhões

  • 53º) Zara

    Amancio Ortega, US$ 71,3 bilhões
    Sandra Ortega Mera, US$ 6,7 bilhões

  • 58º) Cartier

    Johann Rupert, US$ 6,1 bilhões

  • 71º) Hyundai

    Chung Mong-Koo, US$ 4,9 bilhões

  • 74º) Red Bull

    Dietrich Mateschitz, US$ 13,4 bilhões

  • 75º) FedEx

    Frederick Smith, US$ 4,3 bilhões

  • 79º) Netflix

    Reed Hastings, US$ 1,8 bilhão

  • 80º) Chanel

    Alain Wertheimer, US$ 11,8 bilhões
    Gerard Wertheimer, US$ 11,8 bilhões

  • 83º) Thomson Reuters

    David Thomson, US$ 27,2 bilhões

  • 85º) Heineken

    Charlene de Carvalho-Heineken, US$ 12,6 bilhões

  • 86º) LEGO

    Kjeld Kirk Kristiansen, US$ 21,1 bilhões

  • 87º) Subway

    Peter Buck, US$ 2,5 bilhões

  • 91º) Uniqlo

    Tadashi Yanai, US$ 15,9 bilhões

  • 95º) Corona

    Maria Asuncion Aramburuzabala, US$ 5,8 bilhões

  • 97º) Prada

    Miuccia Prada, US$ 3,2 bilhões
    Patrizio Bertelli, US$ 3,2 bilhões

1º) Apple

Laurene Powell Jobs, US$ 20 bilhões

Comentários
Topo