Listas

Saiba qual o nível de machismo em 10 países do mundo

O Dia Internacional da Mulher é comemorado hoje (8/3). Entretanto, em termos de equidade de gênero, ainda temos um longo caminho a percorrer. Atitudes antiquadas e estereótipos que definem as mulheres como menos capacitadas em relação aos homens no desenvolvimento de determinadas tarefas – como ganhar dinheiro e até ensinar – ainda prevalecem em muitos países.

Uma pesquisa da Ipsos de janeiro/fevereiro de 2017, realizada em 24 países, com 17.551 adultos com idades entre 16/18 e 64 anos, apontou que 19% dos entrevistados brasileiros acreditam que os homens são mais capazes do que as mulheres. O Brasil aparece na 14ª posição. A China, com 56%, lidera o ranking.

LEIA MAIS: As mulheres mais poderosas do Brasil em 2016

Além de medir o que os entrevistados achavam em termos de capacidade homens x mulheres, a pesquisa Global Advisor sobre feminismo e igualdade de gênero também abordou outros aspectos. E descobriu, por exemplo, que 41% das brasileiras sentem medo de defender seus direitos por temer o que possa acontecer com elas. Esse resultado fez com que o ocupasse – em um ranking específico deste quesito – a terceira colocação, atrás das turcas (47%) e das indianas (54%). O consolidado global é bem menor: 26% das mulheres têm medo de se expressar e de defender a igualdade de direitos.

Também foi perguntado para mulheres e homens se “as mulheres eram inferiores aos homens”. A média mundial apontou 18% de respostas positivas. O resultado do Brasil (16%) é muito próximo da média mundial. Mas Rússia e Índia divergem do número global, ficando empatados no topo da lista, com 46%.

Veja na galeria de fotos as porcentagens de cidadãos que ainda consideram os homens mais capacitados do que as mulheres em dez países segundo a pesquisa:

  • China: 56%

  • Rússia: 54%

  • Índia: 48%

  • Coreia do Sul: 33%

  • Estados Unidos: 22%

  • Alemanha: 20%

  • Grã-Bretanha: 16%

  • Suécia: 12%

  • Canadá: 11%

  • Espanha: 9%

China: 56%

Comentários
Topo