Listas

10 atletas mulheres mais bem pagas de 2017

Serena Williams tem dominado o tênis nos últimos 15 anos de uma maneira que poucos outros atletas conseguiram. Ela ocupou o topo do ranking pela primeira vez em 2002, aos 20 anos. Em 2017, aos 35, está lá de novo, o que faz dela a atleta mais velha a ocupar o topo da lista. Serena venceu 86% dos jogos dos quais participou e é dona do recorde de 23 títulos Grand Slam. Os pagamentos que recebeu em sua carreira, US$ 84 milhões, são mais do que o dobro do montante ganho por qualquer outra atleta mulher.

VEJA TAMBÉM: 10 jogadores de futebol da Europa com maior valor de mercado

Serena está afastada do esporte desde janeiro, quando ganhou seu 23º título Grand Slam em uma disputa contra sua irmã Venus no Australian Open. Ela revelou, três meses mais tarde, que estava grávida durante o torneio. Apesar da pausa, a tenista ainda encontra maneiras de superar suas colegas. Seus ganhos de US$ 27 milhões entre junho de 2016 e junho de 2017 são duas vezes maiores do que os de qualquer outra atleta mulher no mundo.

Angelique Kerber, que terminou 2016 como a jogadora número 1 do WTA Tour, ocupa a 2ª posição da lista, com ganhos de US$ 12,6 milhões, incluindo US$ 7,6 milhões só em prêmios. A tenista alemã não é a detentora do maior número de patrocínios, mas conseguiu bônus lucrativos dos patrocinadores Adidas e Yonex por chegar ao topo do ranking mundial, pelo título no US Open e pela aparição nas finais de Wimbledon. Ela também assinou cinco novos contratos nos últimos 12 meses, com SAP, Generali, Rolex, Slim Secrets e bareMinerals.

As jogadoras de tênis dominam a lista de atletas mais bem pagas, com oito delas no Top 10. É um dos únicos esportes em que, quando comparamos homens e mulheres, os ganhos estão no mesmo patamar. Serena perde para Roger Federer (US$ 64 milhões) no tênis, mas não está muito longe de Novak Djokovic (US$ 37,6 milhões), que ocupa o 2º lugar no esporte em termos de rendimentos. No entanto, o gap é enorme no golfe, esporte no qual Rory McIlroy (US$ 50 milhões) supera Lydia Ko (US$ 5,9 milhões) em mais de oito vezes. A diferença é ainda pior no futebol, com Cristiano Ronaldo (US$ 93 milhões) e Alex Morgan (US$ 3,5 milhões) como os mais bem pagos.

LEIA: 25 atletas mais bem pagos de 2017

Danica Patrick (US$ 12,2 milhões) e Ronda Rousey (US$ 11 milhões) são as duas mulheres – fora do tênis – a aparecer no Top 10, em 3º e 4º lugares respectivamente. Ambas se destacaram em esportes dominados por homens – o automobilismo e o MMA.

As estimativas de FORBES incluem dinheiro de premiações, salários, patrocínios, bônus, taxas de aparição e direitos entre junho de 2016 e junho de 2017. As 10 mulheres arrecadaram, juntas, US$ 109 milhões, 13% a menos do que no ano passado.

Veja, na galeria de fotos, as 10 atletas mulheres mais bem pagas de 2017:

  • 10º) Simona Halep
    Esporte: tênis
    País: Romênia
    Ganho total: US$ 6,2 milhões
    Salário/pagamentos: US$ 4,7 milhões
    Patrocínio: US$ 1,5 milhão

  • 9º) Eugenie Bouchard
    Esporte: tênis
    País: Canadá
    Ganho total: US$ 7,1 milhões
    Salário/pagamentos: US$ 600 mil
    Patrocínio: US$ 6,5 milhões

  • 8º) Agnieszka Radwanska
    Esporte: tênis
    País: Polônia
    Ganho total: US$ 7,3 milhões
    Salário/pagamentos: US$ 3,3 milhões
    Patrocínio: US$ 4 milhões

  • 7º) Caroline Wozniacki
    Esporte: tênis
    País: Dinamarca
    Ganho total: US$ 7,5 milhões
    Salário/pagamentos: US$ 2,5 milhões
    Patrocínio: US$ 5 milhões

  • 6º) Garbiñe Muguruza
    Esporte: tênis
    País: Venezuela/Espanha
    Ganho total: US$ 7,7 milhões
    Salário/pagamentos: US$ 4,2 milhões
    Patrocínio: US$ 3,5 milhões

  • 5º) Venus Williams
    Esporte: tênis
    País: Estados Unidos
    Ganho total: US$ 10,5 milhões
    Salário/pagamentos: US$ 3,5 milhões
    Patrocínio: US$ 7 milhões

  • 4º) Ronda Rousey
    Esporte: MMA
    País: Estados Unidos
    Ganho total: US$ 11 milhões
    Salário/pagamentos: US$ 8 milhões
    Patrocínio: US$ 3 milhões

  • 3º) Danica Patrick
    Esporte: automobilismo
    País: Estados Unidos
    Ganho total: US$ 12,2 milhões
    Salário/pagamentos: US$ 7,2 milhões
    Patrocínio: US$ 5 milhões

  • 2º) Angelique Kerber
    Esporte: tênis
    País: Alemanha
    Ganho total: US$ 12,6 milhões
    Salário/pagamentos: US$ 7,6 milhões
    Patrocínio: US$ 5 milhões

  • 1º) Serena Williams
    Esporte: tênis
    País: Estados Unidos
    Ganho total: US$ 27 milhões
    Salário/pagamentos: US$ 8 milhões
    Patrocínio: US$ 19 milhões

10º) Simona Halep
Esporte: tênis
País: Romênia
Ganho total: US$ 6,2 milhões
Salário/pagamentos: US$ 4,7 milhões
Patrocínio: US$ 1,5 milhão

Comentários
Topo