Listas

10 melhores cidades para transportes alternativos

Hong Kong foi eleita o melhor lugar do mundo para transporte sustentável, segundo o Índice de Mobilidade Sustentável em Cidades da consultoria Arcadis. A pesquisa examinou 100 grandes municípios, por meio de 23 diferentes indicadores, e trouxe resultados reveladores.

LEIA TAMBÉM: 10 melhores – e piores – cidades do mundo para se viver

Hong Kong lidera o grupo graças à sua rede de transportes conectada e inovadora, que conduz 12,6 milhões de passageiros diariamente. Também é barata quando comparada com padrões internacionais e é responsável por 90% de todas as viagens diárias na metrópole asiática, a maior taxa de qualquer cidade do mundo.

Outras duas cidades asiáticas, Seul e Singapura, estão entre as Top 10. A segunda, geralmente, fica bem classificada, mas sua mobilidade urbana caiu, pois a infraestrutura para bicicletas precisa de melhorias.

O restante do Top 10 é predominantemente europeu: Zurique, Paris, Praga, Viena, Londres, Estocolmo e Frankfurt. A melhor cidade norte-americana no ranking foi Nova York, apesar de só aparecer em 23º na classificação geral. O município foi bem, no geral, porque seu sistema de metrô é muito amplo e funciona 24 horas por dia. Além disso, Nova York possui importantes conexões de trens para Long Island e Nova Jersey. Ela também ficou bem classificada na categoria “Pessoas” ao ganhar pontos por circulação para motociclistas e acessibilidade para passageiros cadeirantes.

VEJA MAIS: Relembre os 10 piores congestionamentos da história

São Paulo (47º) foi a única cidade brasileira a aparecer entre as Top 50. O Rio de Janeiro aparece na 63ª posição.

Veja as 10 melhores cidades para transportes alternativos, segundo a qualidade que oferecem, em uma escala de 0 a 100%:

  • 63ª) Rio de Janeiro (43,9%)

  • 47ª) São Paulo (48,7%)

  • 10ª) Frankfurt (61,8%)

  • 8ª) Estocolmo (62,7%)

  • 8ª) Singapura (62,7%)

  • 7ª) Londres (63,6%)

  • 6ª) Viena (63,7%)

  • 5ª) Praga (64,3%)

  • 4ª) Seul (64,4%)

  • 3ª) Paris (64,5%)

  • 2ª) Zurique (65%)

  • 1ª) Hong Kong (65,3%)

63ª) Rio de Janeiro (43,9%)

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Comentários
Topo