Listas

25 mulheres mais poderosas da política em 2017

As mulheres que lideram a política neste ano estão na linha de frente dos esforços para reformular e manter as alianças globais.

VEJA TAMBÉM: 27 mulheres mais poderosas do mundo em 2017

Menos de 10% dos países da ONU têm líderes mulheres, mas, neste ano, elas estão tendo maior influência em eventos mundiais. As integrantes do Top 3 da lista anual FORBES de 100 mulheres mais poderosas do mundo são da política e estão tomando decisões que podem afetar o curso da história.

Na primeira posição está a chanceler alemã Angela Merkel, que se mantém no lugar depois de vencer eleição fortemente contestada neste ano. No cargo desde 2005, Merkel está tentando manter a coalizão europeia intacta e afastar a crescente influência de extrema direita do partido Alternativa para a Alemanha (AfD), que capitalizou sobre o fervor anti-imigração. Seu poder se mantém sólido graças, em parte, ao baixo desemprego e ao forte crescimento da economia alemã, que alcançou PIB de US$ 3,5 trilhões em 2016, segundo o Banco Mundial. A Alemanha é a quarta maior economia do mundo por PIB e a maior liderada por uma mulher.

No segundo lugar da lista está a novata Theresa May, a atual primeira-ministra do Reino Unido. Política conservadora, May chegou ao cargo depois que a população votou por uma pequena diferença para deixar a União Europeia, fazendo com que o então primeiro-ministro David Cameron renunciasse em junho de 2016. Agora, a líder tem de manter unida uma turbulenta coalizão de governo e guiar o país pelo Brexit até 2019.

A mulher que ocupava o segundo lugar no ano passado, Hillary Clinton, caiu 63 posições em nossa lista depois da surpreendente derrota para Donald J. Trump no comando dos Estados Unidos. A eleição de 2016 fez com que o país permanecesse como uma das poucas grandes democracias do mundo que nunca elegeram uma líder mulher. Hillary agora foi para os bastidores, onde está construindo seu grupo de ação política progressista, o Onward Together, para recrutar futuros candidatos.

LEIA: As mulheres mais ricas dos Estados Unidos em 2017

Com a administração de Trump, a primeira-filha e consultora do presidente Ivanka Trump entra na lista na 19ª posição, enquanto Nikki Haley, embaixadora dos Estados Unidos na ONU, está na 43ª.

Fora dos Estados Unidos, as mulheres estão tomando as rédeas dos governos: a 38ª colocada Jacinda Adern, de 37 anos, é a líder mulher mais jovem do mundo. Ela chegou ao poder na Nova Zelândia com uma onda de ânimo dos eleitores batizada de “Jacindamania”. A 78ª, Kersti Kaljulaid, de 47 anos, foi eleita presidente da Estônia no ano passado, onde está ajudando a liderar a revolução digital.

Também nova no poder, eleita em 2016, está Tsai Ing-Wen, presidente de Taiwan. Há, ainda, a Rainha Elizabeth II, que celebrou seu 65º ano no trono do Reino Unido em fevereiro. Apesar de o número de líderes mulheres ter mais do que dobrado desde 2000, elas ainda estão a um longo caminho da paridade com homens.

Veja, na galeria de fotos, as 25 mulheres da política da lista FORBES de 100 mulheres mais poderosas do mundo:

  • 22º) Kersti Kaljulaid
    Cargo: Presidente
    País: Estônia

  • 21º) Dalia Grybauskaite
    Cargo: Presidente
    País: Lituânia

  • 20º) Hillary Clinton
    Cargo: Ex-candidata à presidência e líder do grupo de ação política progressista Onward Together, em construção
    País: Estados Unidos

  • 19º) Liyuan Peng
    Cargo: Primeira-dama
    País: China

  • 18º) Elvira Nabiullina
    Cargo: Chefe do Banco Central da Rússia
    País: Rússia

  • 17º) Erna Solberg
    Cargo: Primeira-ministra
    País: Noruega

  • 16º) Nikki Haley
    Cargo: Embaixadora na ONU
    País: Estados Unidos

  • 15º) Nicola Sturgeon
    Cargo: Primeira-ministra da Escócia
    País: Reino Unido

  • 14º) Kolinda Grabar-Kitarovic
    Cargo: Presidente
    País: Croácia

  • 13º) Jacinda Ardern
    Cargo: Primeira-ministra
    País: Nova Zelândia

  • 12º) Sheikha Lubna Al Qasimi
    Cargo: Ministra de Cooperação Internacional e Desenvolvimento
    País: Emirados Árabes Unidos

  • 11º) Aung San Suu Kyi
    Cargo: Conselheira de Estado
    País: Myanmar

  • 10º) Beata Maria Szydlo
    Cargo: Primeira-ministra
    País: Polônia

  • 9º) Sheikh Hasina Wajed
    Cargo: Primeira-ministra
    País: Bangladesh

  • 8º) Rainha Elizabeth II
    Cargo: Rainha
    País: Reino Unido

  • 7º) Suprema Corte dos Estados Unidos: Ruth Bader Ginsburg, Elena Kagan e Sonia Sotomayor
    Cargo: juízas
    País: Estados Unidos

  • 6º) Ivanka Trump
    Cargo: Consultora do presidente Donald Trump
    País: Estados Unidos

  • 5º) Federica Mogherini
    Cargo: Chefe da diplomacia da União Europeia
    País: Itália

  • 4º) Michelle Bachelet
    Cargo: Presidente
    País: Chile

  • 3º) Tsai Ing-Wen
    Cargo: Presidente
    País: Taiwan

  • 2º) Theresa May
    Cargo: Primeira-ministra
    País: Reino Unido

  • 1º) Angela Merkel
    Cargo: Chanceler
    País: Alemanha

22º) Kersti Kaljulaid
Cargo: Presidente
País: Estônia

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Comentários
Topo