Listas

27 mulheres mais poderosas do mundo em 2017

O ano passado foi difícil para as mulheres. Tudo indicava que a eleição para presidente dos Estados Unidos colocaria uma representante feminina no topo da lista das pessoas mais poderosas do planeta. No entanto, não foi assim. A surpreendente derrota de Hillary Clinton fez com que muitas mulheres se sentissem desamparadas – além de ter provocado a queda de 63 posições da candidata em nossa lista, do 2o para o 65o lugar.

VEJA TAMBÉM: As mulheres mais ricas dos Estados Unidos em 2017

A chanceler alemã Angela Merkel continua no topo na lista deste ano das mulheres mais poderosas do mundo – pelo sétimo ano consecutivo e 12 vezes no total. Ela é seguida de uma novata inesperada, a primeira-ministra do Reino Unido Theresa May, que está comandando seu país durante o Brexit, um período histórico, complexo e transformador para a nação e para a união europeia.

Theresa é seguida de Melinda Gates, co-presidente da Bill & Melinda Gates Foundation que, junto de seu marido Bill, distribuiu mais de US$ 40 milhões em doações até hoje e apoia organizações em mais de 100 países. A COO do Facebook, Sheryl Sandberg, e a CEO da GM, Mary Barra, completam o Top 5.

A lista FORBES de mulheres mais poderosas do mundo em 2017 mostra que, ainda que haja muito trabalho a ser feito, não deveríamos ter como foco apenas os contratempos. Isso porque muitas integrantes do ranking deste ano representam uma mudança que pode levar a extraordinários ganhos globais em um futuro próximo.

Na 19ª posição, Ivanka Trump é a segunda novata da lista. Sua madrasta, Melania, abdicou em grande parte de sua fama como primeira-dama (e não aparece na lista deste ano), mas Ivanka se tornou uma peça-chave na Casa Branca de Donald Trump. E, ainda que seu pai nem sempre acate seus conselhos, ela está focando em áreas como licença familiar remunerada, promoção de mulheres na ciência e empreendedorismo feminino.

LEIA: 20 frases de mulheres bem-sucedidas para inspirar

Como em todos os anos, quatro métricas foram utilizadas para a elaboração do ranking: dinheiro (seja patrimônio, receitas da empresa, ativos ou PIB); presença na mídia; esferas de influência; e impacto, analisadas tanto no contexto da área de cada mulher (mídia, tecnologia, negócios, filantropia/ONGs, política e finanças) quanto fora dele.

Ainda que elas continuem sendo minoria no que diz respeito a liderança, as mulheres da nossa lista estão fazendo mudanças reais.

Veja, na galeria de fotos, as 27 mulheres mais poderosas do mundo em 2017:

  • 25º) Ruth Porat
    Cargo: CFO do Google
    País: Estados Unidos

  • 24º) Suprema Corte dos Estados Unidos: Ruth Bader Ginsburg, Elena Kagan e Sonia Sotomayor
    Cargo: juízas
    País: Estados Unidos

  • 23º) Isabelle Kocher
    Cargo: CEO da Engie
    País: França

  • 22º) Marillyn Hewson
    Cargo: CEO da Lockheed Martin
    País: Estados Unidos

  • 21º) Oprah Winfrey
    Cargo: Apresentadora de televisão e filantropo
    País: Estados Unidos

  • 20º) Adena Friedman
    Cargo: CEO da Nasdaq
    País: Estados Unidos

  • 19º) Ivanka Trump
    Cargo: Consultora do presidente Donald Trump
    País: Estados Unidos

  • 18º) Safra Catz
    Cargo: Co-CEO da Oracle
    País: Estados Unidos

  • 17º) Federica Mogherini
    Cargo: Chefe da diplomacia da União Europeia
    País: Itália

  • 16º) Michelle Bachelet
    Cargo: Presidente
    País: Chile

  • 15º) Tsai Ing-Wen
    Cargo: Presidente
    País: Taiwan

  • 14º) Laurene Powell Jobs
    Cargo: Presidente do Emerson Collective
    País: Estados Unidos

  • 13º) Angela Ahrendts
    Cargo: Vice-presidente da área de varejo da Apple
    País: Estados Unidos

  • 12º) Meg Whitman
    Cargo: CEO da Hewlett-Packard
    País: Estados Unidos

  • 11º) Indra Nooyi
    Cargo: CEO da PepsiCo
    País: Estados Unidos

  • 10º) Ginni Rometty
    Cargo: CEO da IBM
    País: Estados Unidos

  • 9º) Ana Patricia Botín
    Cargo: Presidente do Grupo Santander
    País: Espanha

  • 8º) Christine Lagarde
    Cargo: Diretora do FMI – Fundo Monetário Internacional
    País: França

  • 7º) Abigail Johnson
    Cargo: CEO da Fidelity Investments
    País: Estados Unidos

  • 6º) Susan Wojcicki
    Cargo: CEO do YouTube
    País: Estados Unidos

  • 5º) Mary Barra
    Cargo: CEO da General Motors
    País: Estados Unidos

  • 4º) Sheryl Sandberg
    Cargo: COO do Facebook
    País: Estados Unidos

  • 3º) Melinda Gates
    Cargo: Co-presidente da Fundação Bill and Melinda Gates
    País: Estados Unidos

  • 2º) Theresa May
    Cargo: Primeira-ministra
    País: Reino Unido

  • 1º) Angela Merkel
    Cargo: Chanceler
    País: Alemanha

25º) Ruth Porat
Cargo: CFO do Google
País: Estados Unidos

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Comentários
Topo