Listas

Quanto ganharam por hora os 10 bilionários que mais faturaram em 2017

Em 2017, o mercado norte-americano de ações alcançou altas históricas, os preços do petróleo continuaram a subir e o segmento de imóveis na China viveu um boom contínuo. Tudo isso ajudou as fortunas das pessoas mais ricas do mundo a crescerem mais do que nunca.

VEJA TAMBÉM: 20 maiores bilionários do mundo em 2017

FORBES monitorou o patrimônio de mais de 2 mil bilionários em 2017. Os 10 maiores ganhadores somaram, no total, US$ 204 bilhões às suas fortunas, muito mais do que os US$ 64,7 bilhões de 2016. Foram medidos os ganhos entre 1 de janeiro de 2017 e 14 de dezembro de 2017.

Jeff Bezos, a pessoa mais rica do mundo desde outubro, lidera a lista de ganhadores. Bezos, cujo patrimônio cresceu US$ 33,8 bilhões graças a um aumento no valor das ações da Amazon, é apenas um dos três norte-americanos entre os 10 maiores ganhadores. Os outros sete são do mundo todo, incluindo o titã indiano de petróleo, gás e telecomunicações Mukesh Ambani. O aumento no preço das ações de seu conglomerado, o Reliance Industries, fez com que Ambani entrasse no Top 20 das pessoas mais ricas do mundo pela primeira vez em cinco anos.

O CEO da Amazon.com ganhou 4,047 milhões por hora durante o período monitorado por FORBES. O ganho por hora do chinês Hui Ka Yan, segundo colocado na lista, foi de US$ 3,281 milhões.

Veja, na galeria de fotos a seguir, os 10 bilionários que mais ganharam dinheiro em 2017 e quanto eles receberam por hora:

  • 10º) Francois Pinault e família
    Ganhos: US$ 12,5 bilhões
    Ganhos por dia: US$ 35,9 milhões
    Ganhos por hora: US$ 1,497 milhão
    Fortuna: US$ 27,3 bilhões

    Em uma noite de novembro em Nova York, um comprador misterioso pagou o valor recorde de US$ 450 milhões por uma das poucas pinturas sobreviventes de Leonardo da Vinci, a “Salvator Mundi”, na casa de leilões de Francois Pinault, a Christie’s. Sob o guarda-chuva de seu grupo de luxo internacional, o Kering, a família supervisiona um conjunto de marcas como Gucci, Stella McCartney, Alexander McQueen e Saint Laurent. Em 2017, as ações da Kering subiram 80%, principalmente devido a um aumento nas vendas da Gucci.

  • 9º) Larry Ellison
    Ganhos: US$ 13,3 bilhões
    Ganhos por dia: US$ 38,2 milhões
    Ganhos por hora: US$ 1,592 milhões
    Fortuna: US$ 61 bilhões

    Ellison fundou sua empresa de software, a Oracle, em 1977 e a transformou em um gigante de US$ 202 bilhões em capitalização de mercado, com ações crescentes mesmo 40 anos depois. De 1 de janeiro a 14 de dezembro, os papéis da companhia cresceram 30%. No entanto, depois do fechamento dos mercados em 14 de dezembro, a empresa reportou que seus serviços de nuvem tiveram receita menor do que os analistas esperavam. O preço das ações caiu quase 4% na sexta-feira, 15 de dezembro, enxugando US$ 2 bilhões da fortuna de Ellison.

  • 8º) Yang Huiyan
    Ganhos: US$ 14,8 bilhões
    Ganhos por dia: US$ 42,5 milhões
    Ganhos por hora: US$ 1,772 milhões
    Fortuna: US$ 22,8 bilhões

    A mulher mais rica da Ásia viu seu patrimônio quase triplicar neste ano graças ao boom do mercado de imóveis da China. Yang, que detém 57% da Country Garden Holdings, cujas suas ações subiram 201% em 2017, deve a maior parte de sua fortuna a seu pai, Yeung Kwok Keung. Ele fundou a companhia de imóveis há 20 anos e listou a empresa na bolsa de valores de Hong Kong em 2007. A empresa assinou 384 projetos globalmente e vendeu 3 milhões de residências desde 1997.

  • 7º) Carlos Slim Helu e família
    Ganhos: US$ 15,3 bilhões
    Ganhos por dia: US$ 43,97 milhões
    Ganhos por hora: US$ 1,832 milhão
    Fortuna: US$ 65,1 bilhões

    Homem mais rico do México, Carlos Slim Helu ocupou o topo da lista de bilionários do mundo de FORBES pela última vez em 2011 e, desde então, foi ultrapassado por nomes como o ávido investidor Warren Buffett e o magnata espanhol do varejo Amancio Ortega. O preço das ações da corporação de telecomunicação de Slim, a América Móvil, atingiu baixa em novembro de 2016 depois de uma queda de 13 meses, mas a empresa foi capaz de se recuperar: no início de 2017, o peso mexicano subiu e a empresa de Slim anunciou um tranquilizador relatório no primeiro trimestre. Ainda a maior empresa de wireless e televisão paga da América Latina, o preço das ações da América Móvil cresceu 50% entre janeiro e meados de dezembro. Slim também detém 17% do jornal “New York Times”, cujas ações tiveram seu melhor ano desde 2013.

  • 6º) Mukesh Ambani
    Ganhos: US$ 18 bilhões
    Ganhos por dia: US$ 51,7 milhões
    Ganhos por hora: US$ 2,155 milhões
    Fortuna: US$ 41,1 bilhões

    Quarta pessoa mais rica do mundo em 2010, Ambani retorna ao Top 20 do ranking pela primeira vez em cinco anos. O crescimento vem graças a um aumento de mais de 65% no valor das ações de sua Reliance Industries, em função das crescentes margens de seus negócios petroquímicos. A empresa também mergulhou no competitivo cenário das telecomunicações na Índia com o Jio. Lançado em setembro de 2016, o serviço 4G já atraiu 146 milhões de usuários.

  • 5º) Ma Huateng
    Ganhos: US$ 21,8 bilhões
    Ganhos por dia: US$ 62,6 milhões
    Ganhos por hora: US$ 2,610 milhões
    Fortuna: US$ 44,3 bilhões

    O bilionário chinês da tecnologia e sua Tencent Holdings, da qual é presidente, têm buscado virais de comunicação e hits da internet desde 2011. A Tencent – que está por trás de um dos aplicativos de mensagem mais populares da China, o WeChat (com mais de 960 milhões de usuários) – fez um investimento pré-IPO no Snapchat e então adquiriu uma participação de 12% na empresa fundadora do app, a Snap, em novembro. Apesar de as ações da companhia terem caído 35% desde seu IPO em março, as ações da Tencent cresceram mais de 100% neste ano.

  • 4º) Mark Zuckerberg
    Ganhos: US$ 23,6 bilhões
    Ganhos por dia: US$ 67,8 milhões
    Ganhos por hora: US$ 2,826 milhões
    Fortuna: US$ 72 bilhões

    O Facebook tem tido um percurso estável em 2017. Suas ações subiram quase 60%, amparadas pelo aumento da publicidade mobile. Em dezembro de 2015, Zuckerberg e sua esposa, Priscilla Chan, anunciaram que doariam 99% de suas ações do Facebook para causas filantrópicas. O bilionário também pediu a criação de uma nova classe de ações que permitiriam que ele detivesse seu controle de voto sobre a empresa. Depois de um protesto público, Zuckerberg, que co-fundou o Facebook em 2004, aos 19 anos, e detém cerca de 17% da empresa, descartou os planos em setembro. Aos 33 anos, ele também anunciou que vai acelerar seus esforços filantrópicos e dedicar entre 35 milhões e 75 milhões de ações do Facebook nos próximos 18 meses para financiar uma série de causas.

  • 3º) Bernard Arnault
    Ganhos: US$ 23,6 bilhões
    Ganhos por dia: US$ 67,8 milhões
    Ganhos por hora: US$ 2,826 milhões
    Fortuna: US$ 40,3 bilhões

    Um dos mais expressivos representantes do bom gosto no mundo, Arnault deve a maior parte de sua fortuna a sua participação na Christian Dior. As ações, que cresceram 52% desde o início do ano, agora valem US$ 47 bilhões. Arnault também tem uma grande participação na LVMH, o conglomerado de bens de luxo que ele comanda desde 1989. As ações do grupo, que controla 70 marcas como Dom Pérignon, Bulgari, Louis Vuitton e Tag Heuer, cresceram cerca de 35% no ano até 14 de dezembro.

  • 2º) Hui Ka Yan
    Ganhos: US$ 27,4 bilhões
    Ganhos por dia: US$ 78,7 milhões
    Ganhos por hora: US$ 3,281 milhões
    Fortuna: US$ 36,5 bilhões

    Titã dos imóveis mais rico do mundo, o bilionário chinês teve sua fortuna quase quadruplicada desde o início do ano. O salto se deve totalmente a um aumento de 400% no preço das ações de sua empresa, o Evergrande Group. Muito desse aumento veio depois que a companhia anunciou fortes resultados financeiros em julho para a primeira metade do ano fiscal de 2017, em que as receitas cresceram 115% e os lucros líquidos 224%. O grupo imobiliário tem propriedades comerciais e residenciais em mais de 200 cidades na China. Yan também controla a Evergrande Health, que está trabalhando com o Brigham e com o Women’s Hospital of Boston para melhorar a saúde na China.

  • 1º) Jeff Bezos
    Ganhos:US$ 33,8 bilhões
    Ganhos por dia: US$ 97,1 milhões
    Ganhos por hora: US$ 4,047 milhões
    Fortuna: US$ 98,6 bilhões

    A Amazon, de propriedade de Jeff Bezos, está tendo um ano recorde: suas ações aumentaram 60% desde 1 de janeiro. Em apenas um dia – 26 de outubro, quando a gigante do e-commerce anunciou ganhos no terceiro trimestre que excederam em muito as expectativas – o incremento foi de 13%. Esse também foi o dia em que Bezos, que ganhou US$ 7 bilhões em apenas algumas horas, tornou-se a pessoa mais rica do mundo, à frente de Bill Gates, título que detém desde então.

10º) Francois Pinault e família
Ganhos: US$ 12,5 bilhões
Ganhos por dia: US$ 35,9 milhões
Ganhos por hora: US$ 1,497 milhão
Fortuna: US$ 27,3 bilhões

Em uma noite de novembro em Nova York, um comprador misterioso pagou o valor recorde de US$ 450 milhões por uma das poucas pinturas sobreviventes de Leonardo da Vinci, a “Salvator Mundi”, na casa de leilões de Francois Pinault, a Christie’s. Sob o guarda-chuva de seu grupo de luxo internacional, o Kering, a família supervisiona um conjunto de marcas como Gucci, Stella McCartney, Alexander McQueen e Saint Laurent. Em 2017, as ações da Kering subiram 80%, principalmente devido a um aumento nas vendas da Gucci.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Comentários
Topo