10 cidades onde os expatriados recebem os salários mais altos

Se você espera ter uma carreira de sucesso em outro país, a dica é checar as oportunidades disponíveis em Mumbai. A potência financeira, comercial e de entretenimento da Índia oferece aos trabalhadores expatriados a maior média de salário entre todas as grandes cidades do mundo, segundo um relatório do banco HSBC. Profissionais estrangeiros na cidade embolsam cerca de US$ 217.165 por ano, um valor muito maior que a média global de US$ 99.902.

LEIA MAIS: UNDER 30 de FORBES Brasil terá indicações online

A segunda cidade mais lucrativa para expatriados é São Francisco, nos Estados Unidos, onde eles podem esperar ganhar, aproximadamente, US$ 207.200 por ano. Zurique está na 3ª posição, com média de salário de US$ 206.900. Junto a Mumbai, o Top 10 inclui outras três cidades asiáticas: Xangai (US$ 202.200), Jacarta (US$ 152.600) e Hong Kong (US$ 148.400). Apesar de as cidades asiáticas pagarem mais para os trabalhadores expatriados, elas tendem a ficar para trás quando se trata do número de oportunidades de emprego disponíveis. O estudo do HSBC mostrou que as cinco melhores cidades para encontrar vagas são São Francisco, Londres, Nova York, Dublin e Birmingham.

Veja, na galeria de fotos a seguir, as 10 cidades onde os expatriados recebem salários mais altos:

  • Média global – US$ 99.903

  • 10) Paris, França – US$ 139.600

  • 9) Hong Kong – US$ 148.400

  • 8) Jacarta, Indonésia – US$ 152.600

  • 7) Los Angeles, Estados Unidos – US$ 161.100

  • 6) Nova York, Estados Unidos – US$ 182.200

  • 5) Genebra, Suíça – US$ 184.900

  • 4) Xangai, China – US$ 202.200

  • 3) Zurique, Suíça – US$ 206.900

  • 2) São Francisco, Estados Unidos – US$ 207.200

  • 1) Mumbai, Índia – US$ 217.200

Média global – US$ 99.903

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br)

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).