10 maiores bilionários da tecnologia em 2018

Há um recorde de 206 bilionários da área da tecnologia da lista FORBES de pessoas mais ricas do mundo de 2018, 23 a mais do que há um ano. Juntos, esses representantes do setor valem US$ 1,3 trilhão, valor 30% maior do que no ano passado. Foram 12 meses incríveis para a maioria desses titãs tecnológicos: 58% deles têm fortunas maiores do que há um ano, enquanto apenas 13% experimentaram declínios.

VEJA TAMBÉM: Cresce número de bilionários no mundo, mas ainda há poucas mulheres

Os dois países com mais bilionários do setor de tecnologia foram, talvez sem surpresa, os Estados Unidos e a China, com 38% e 26%, respectivamente. Esse ano marca a primeira vez em que dois chineses do setor subiram ao Top 20: o presidente da Tencent Ma Huateng (também conhecido como Pony Ma) é a 17ª pessoa mais rica do mundo devido, em parte, a seu popular WeChat, enquanto o presidente do Alibaba, Jack Ma, é o 20º mais rico. Oito das 20 pessoas mais ricas da Terra acumularam fortunas no setor da tecnologia.

Dos 79 norte-americanos bilionários da tecnologia, 55 vivem na Califórnia. Outros sete não são cidadãos norte-americanos, mas chamam a Califórnia de lar.

Apenas 15 dos 206 bilionários do segmento são mulheres (três a mais do que no ano passado), sendo que a mais rica delas é Zhou Qunfei, de Hong Kong, presidente da fabricante de telas para smartphones Lens Technology. Esses titãs da tecnologia, em sua maioria, não são jovens: apenas 26 estão abaixo dos 40 anos. Um forte ponto em comum é que 94% de todos os bilionários da tecnologia construíram suas próprias fortunas (em vez de herdá-las).

A pessoa mais rica da área é também a pessoa mais rica do mundo: o fundador da Amazon Jeff Bezos. Um impressionante aumento de 59% no preço das ações da gigante do varejo online ao longo dos últimos 12 meses impulsionou Bezos à primeira posição, além de fazer dele o único centibilionário do mundo, com patrimônio de US$ 112 bilhões. Sua fortuna cresceu estonteantes US$ 39,2 bilhões, o que fez com que registrasse o maior ganho do período. O salto também é o maior em dólares nos 31 anos em que FORBES tem monitorado os bilionários globais. Bezos detém 16% das ações da Amazon. Ele também fundou e comanda a empresa aeroespacial Blue Origin e é dono do jornal “The Washington Post”.

LEIA: UNDER 30 de FORBES Brasil terá indicações online

Bill Gates, a pessoa mais rica do mundo por 18 dos últimos 24 anos, caiu para a vice-liderança da lista – o que também faz dele o segundo maior bilionário da tecnologia, com patrimônio de US$ 90 bilhões. Esse valor exclui os mais de US$ 31 bilhões doados às causas filantrópicas (sobretudo à The Bill & Melinda Gates Foundation) durante a vida de Gates, que apareceu na lista pela primeira vez em 1988 com fortuna de US$ 1,4 bilhão.

Mark Zuckerberg é o terceiro mais rico do setor de tecnologia e quinto do mundo, com patrimônio de US$ 71 bilhões. Com o Facebook sob vigilância por causa da polêmica das notícias falsas e da alegação de interferência russa nas eleições norte-americanas, o bilionário tem um novo objetivo para 2018: consertar a rede social. Ainda assim, o jovem Zuck está crescendo na lista FORBES: as ações do Facebook subiram 32% no ano passado, acrescentando US$ 15 bilhões a sua fortuna.

Entre os estreantes estão dois russos. Andrey Andreev fundou o Badoo em 2006, hoje o maior site de namoro online do mundo, com mais de 377 milhões de usuários de 190 países em 47 idiomas. Ele também foi um investidor inicial e é o maior acionista do Bumble, aplicativo de relacionamentos de crescimento mais rápido nos EUA. Já Pavel Durov, conhecido como o Mark Zuckerberg russo, fundou a rede social Vkontakte em 2007. A maior parte de sua fortuna deve-se ao Telegram Messenger, um aplicativo de mensagens criptografadas que ele cofundou e tem mais de 100 milhões de usuários ao redor do mundo.

Muitos nomes novos do setor vêm de outros locais em que a tecnologia está crescendo. O turco Melih Abdulhayoglu estreia com patrimônio de US$ 1,6 bilhão. Ele fundou a Comodo Group, empresa de cibersegurança que é um dos maiores emissores de certificados SSL para websites. Abdulhayoglu abriu a empresa no Reino Unido em 1998, antes de mover suas operações para New Jersey em 2004. Da Coreia do Sul, Lee Joon-Ho aparece pela primeira vez no ranking com patrimônio de US$ 1 bilhão. Conhecido como o pioneiro dos mecanismos de busca do país, ele é cofundador do Naver, o maior portal de internet da Coreia do Sul.

E MAIS: As mulheres mais ricas do mundo em 2018

Um estreante é notável por ser o terceiro bilionário mais velho da tecnologia. Aos 86 anos, Morris Chang, de Taiwan, figura reverenciada na indústria dos chips, finalmente entrou no ranking de bilionários depois de uma escalada no preço das ações da Taiwan Semiconductor Manufacturing. Chang fez graduação e mestrado no MIT, assim como um Ph.D em Stanford antes de fundar a TSMC em 1987. Os únicos outros bilionários da tecnologia mais velhos do que Chang são o cofundador da Intel Gordon Moore (89) e o titã israelense de software Morris Kahn (88).

O bilionário de tecnologia mais novo é o cofundador da Stripe, John Collison, que vale US$ 1 bilhão. Ele é alguns meses mais novo do que o cofundador da Snap, Evan Spiegel, que vale US$ 4,1 bilhões. Collison lançou a startup de pagamentos Stripe com seu irmão mais velho, Patrick Collison (também um bilionário), em 2011. Spiegel cofundou a empresa de rede social Snap (anteriormente chamada Snapchat) com seu amigo da universidade Bobby Murphy, também um bilionário, e abriu o capital da empresa na New York Exchange em março de 2017.

FORBES utilizou os valores de ações e as taxas de câmbio de 9 de fevereiro de 2018 para calcular os patrimônios.

Veja, na galeria de fotos, os 10 maiores bilionários da tecnologia em 2018:

  • 10º) Michael Dell
    Fortuna: US$ 22,7 bilhões
    Posição no ranking geral: 39º
    Origem: Dell
    País: Estados Unidos

  • 9º) Steve Ballmer
    Fortuna: US$ 38,4 bilhões
    Posição no ranking geral: 22º
    Origem: Microsoft
    País: Estados Unidos

  • 8º) Jack Ma
    Fortuna: US$ 39 bilhões
    Posição no ranking geral: 20º
    Origem: Alibaba
    País: China

  • 7º) Ma Huateng
    Fortuna: US$ 45,3 bilhões
    Posição no ranking geral: 17º
    Origem: Tencent
    País: China

  • 6º) Sergey Brin
    Fortuna: US$ 47,5 bilhões
    Posição no ranking geral: 13º
    Origem: Google
    País: Estados Unidos

  • 5º) Larry Page
    Fortuna: US$ 48,8 bilhões
    Posição no ranking geral: 12º
    Origem: Google
    País: Estados Unidos

  • 4º) Larry Ellison
    Fortuna: US$ 58,5 bilhões
    Posição no ranking geral: 10º
    Origem: Oracle
    País: Estados Unidos

  • 3º) Mark Zuckerberg
    Fortuna: US$ 71 bilhões
    Posição no ranking geral:
    Origem: Facebook
    País: Estados Unidos

  • 2º) Bill Gates
    Fortuna: US$ 90 bilhões
    Posição no ranking geral:
    Origem: Microsoft
    País: Estados Unidos

  • 1º) Jeff Bezos
    Fortuna: US$ 112 bilhões
    Posição no ranking geral:
    Origem: Amazon
    País: Estados Unidos

10º) Michael Dell
Fortuna: US$ 22,7 bilhões
Posição no ranking geral: 39º
Origem: Dell
País: Estados Unidos

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).