5 artistas de hip-hop mais ricos de 2018

Desde que FORBES criou a lista dos artistas de hip-hop mais ricos, Diddy se manteve no topo. Mas, neste ano, tudo mudou. Depois do nascimento dos gêmeos e de aumentar ainda mais seu patrimônio, JAY-Z destronou Diddy e ocupa, agora, o posto de artista mais rico do hip-hop em 2018.

LEIA MAIS: 10 mulheres mais bem pagas da música em 2017

Essa é a primeira vez que JAY-Z lidera a lista. Ele acumulou US$ 900 milhões no último ano, um grande crescimento comparado ao seu patrimônio de 2017, de US$ 810 milhões, quando ocupou a vice-liderança da lista. Esse impulso deve-se a suas empreitadas nos negócios, como a gravadora Roc Nation, à plataforma de streaming Tidal e à sociedade com marcas como Armand de Brignac e D’Ussé, entre outras.

A lista dos artistas mais ricos do hip-hop existe desde 2011 e os procedimentos para sua compilação são os mesmos usados na lista dos bilionários do mundo: os maiores ativos são avaliados, documentos financeiros são estudados e há consultas com analistas, advogados, empresários, outros integrantes da indústria e, em alguns casos, com os próprios artistas.

Quem será o primeiro nome do hip-hop a conquistar um patrimônio superior a US$ 1 bilhão?

Veja, na galeria de fotos abaixo, os 5 artistas de hip-hop mais ricos de 2018:

  • 4. Eminem (empate) – US$ 100 milhões

    Apesar de não ser um grande homem de negócios como Diddy e JAY-Z, Eminem continua tendo grande importância no universo do hip-hop. Ele é o rapper que mais vendeu álbuns na história. Seu novo disco, “Revival”, foi lançado no ano passado. Esta é a sua estreia na lista de FORBES, ao ocupar o lugar deixado por Birdman, chefe da Cash Money Records, que teve lucro inferior a US$ 100 milhões.

  • 4. Drake (empate) – US$ 100 milhões

    O mais novo entre os cinco mais ricos do hip-hop, o rapper de 31 anos ganhou mais de US$ 250 milhões desde 2010. Incansável, o artista lançou quatro álbuns nos últimos dois anos, e as turnês o ajudaram a alcançar o status de astro global. Uma parte das ações do uísque Virginia Black e imóveis valorizados em Toronto, Canadá, e Hidden Hills, Califórnia, completam suas fontes de lucro.

  • 3. Dr. Dre – US$ 770 milhões

    O patrimônio do superprodutor segue crescendo graças às mudanças do mercado e ao lucro inesperado de nove dígitos da compra da Beats pela Apple, por US$ 3 bilhões, em 2014. Dre também vai receber uma parte de suas ações na gigante de tecnologia, que está na casa dos US$ 100 milhões.

  • 2. Diddy – US$ 825 milhões

    A fortuna do campeão de longa data do hip-hop continua a crescer, mas, neste ano, o incremento foi modesto. O morno investimento em vodca e setores de TV a cabo afetaram seu lucro com a Cîroc e o canal REVOLT, mas houve crescimento com a tequila DeLeón e seu empreendimento conjunto com a gigante britânica de bebidas Diageo.

  • 1. JAY-Z US$ 900 milhões

    Os três reis do hip-hop viram suas fortunas crescerem ano após ano, mas JAY-Z se destacou nos últimos 12 meses, com crescimento de US$ 810 milhões para US$ 900 milhões impulsionado pelo aumento do valor de sua participação na marca de champanhe Armand de Brignac e de conhaque D’Ussé. Ele e a mulher Beyoncé tiveram gêmeos no início do ano passado e, para comemorar o crescimento da família, compraram uma mansão de US$ 26 milhões nos Hamptons, e outra, de US$ 88 milhões, em Bel Air.

4. Eminem (empate) – US$ 100 milhões

Apesar de não ser um grande homem de negócios como Diddy e JAY-Z, Eminem continua tendo grande importância no universo do hip-hop. Ele é o rapper que mais vendeu álbuns na história. Seu novo disco, “Revival”, foi lançado no ano passado. Esta é a sua estreia na lista de FORBES, ao ocupar o lugar deixado por Birdman, chefe da Cash Money Records, que teve lucro inferior a US$ 100 milhões.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).