5 melhores cidades nos EUA para mães empreendedoras

iStock
O estudo analisou cidades com base em fatores-chave como o percentual da força de trabalho que as mulheres empreendedoras representam, a taxa de novos empreendedores, o número de startups, a taxa de sobrevivência dessas startups e a média das despesas anuais com cuidados infantis

Nas últimas duas décadas, empreendedoras emergiram como líderes no crescimento de pequenas empresas nos Estados Unidos. Segundo um relatório de 2017 da American Express OPEN, o número de empresas pertencentes a mulheres aumentou 114% e as receitas de negócios comandados por elas cresceu 103% nos últimos 20 anos.

LEIA MAIS: 10 profissões com menor número de mães

Mães empreendedoras estão desempenhando um papel significativo nesse aumento. Com a chegada do Dia das Mães, parece apropriado explorar esse subconjunto de empresárias em detalhes. Um novo estudo publicado pela instituição financeira GOBankingRates faz exatamente isso – seu objetivo é determinar os melhores e piores lugares nos EUA para essas mulheres.

O estudo analisou cidades com base em fatores-chave como o percentual da força de trabalho que as mulheres empreendedoras representam, a taxa de novos empreendedores, o número de startups, a taxa de sobrevivência dessas startups e a média das despesas anuais com cuidados infantis. Ao combinar todos esses fatores, a GOBankingrates determinou as melhores e piores cidades para as empresárias começarem um negócio.

Das dez melhores cidades para começar um negócio como mãe trabalhadora, sete são no Sul, sendo que duas das cinco primeiras ficam na Flórida, incluindo a cidade número 1: Miami. O que essas cidades têm em comum são taxas mais altas de mulheres empreendedoras, condições mais favoráveis ​​para empreendedores em geral e cuidados infantis mais baratos, um aspecto crucial neste caso.

Veja, na galeria de fotos a seguir, as 5 melhores cidades nos EUA para mães empreendedoras:

  • 5) Portland, Oregon

    Porcentagem de mulheres empreendedoras na força de trabalho: 1,55%

    Taxa de crescimento de novos empresários: 0,26%

    Taxa de sobrevivência de startups: 51,6% depois de cinco anos

    Média do custo anual de uma creche: US$ 9.323

    Portland tem, aproximadamente, 5.135 mulheres empreendedoras, de um total de 332.358 pessoas, segundo dados do Census Bureau. Isso significa que mulheres empresárias representam cerca de 1,55% da força de trabalho na cidade.

  • 4) Tampa, Flórida

    Porcentagem de mulheres empreendedoras na força de trabalho: 1,60%

    Taxa de crescimento de novos empresários: 0,34%

    Taxa de sobrevivência de startups: 47,06% depois de cinco anos

    Média do custo anual de uma creche: US$ 7.961

    As mulheres compõem uma parcela ainda maior na força de trabalho em Tampa do que em Portland, 1,60%. A Flórida também oferece assistência infantil mais acessível do que o Oregon, especialmente o custo do atendimento infantil, que é de apenas US$ 8.894 em Tampa, contra US$ 12.249 em Portland.

  • 3) Austin, Texas

    Porcentagem de mulheres empreendedoras na força de trabalho: 1%

    Taxa de crescimento de novos empresários: 0,51%

    Taxa de sobrevivência de startups: 52,31% depois de cinco anos

    Média do custo anual de uma creche: US$ 7.852

    Austin oferece às mães empreendedoras um custo relativamente barato de assistência infantil e um cenário ativo de startups. A cidade tem uma das taxas mais altas de novas empreendedoras e uma das maiores densidades de startups, com quase 105 delas para cada mil empresas.

  • 2) Atlanta, Geórgia

    Porcentagem de mulheres empreendedoras na força de trabalho: 1,75%

    Taxa de crescimento de novos empresários: 0,43%

    Taxa de sobrevivência de startups: 45,51% depois de cinco anos

    Média do custo anual de uma creche: US$ 7.198

    Atlanta pode não ser a cidade número 1, mas tem a maior taxa de mulheres empreendedoras no estudo. A baixa densidade de startups é o único fator que impede a cidade de alcançar o primeiro lugar.

  • 1) Miami, Flórida

    Porcentagem de mulheres empreendedoras na força de trabalho: 1,71%

    Taxa de crescimento de novos empresários: 0,56%

    Taxa de sobrevivência de startups: 45,08% depois de cinco anos

    Média do custo anual de uma creche: US$ 7.961

    Miami é a melhor cidade para proprietárias de empresas graças a um alto índice de empreendedoras do sexo feminino, energético cenário de startups e baixo custo de cuidado infantil.

5) Portland, Oregon

Porcentagem de mulheres empreendedoras na força de trabalho: 1,55%

Taxa de crescimento de novos empresários: 0,26%

Taxa de sobrevivência de startups: 51,6% depois de cinco anos

Média do custo anual de uma creche: US$ 9.323

Portland tem, aproximadamente, 5.135 mulheres empreendedoras, de um total de 332.358 pessoas, segundo dados do Census Bureau. Isso significa que mulheres empresárias representam cerca de 1,55% da força de trabalho na cidade.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).