Brasil é o país que mais exporta jogadores de futebol

O futebol com certeza é o esporte mais amado do planeta. Embora seja particularmente popular na Europa e na América Latina, tem seguidores em todos os cantos, com bilhões de pessoas prontas para viajar e assistir a grandes eventos como a Copa do Mundo, que está prestes a começar na Rússia, em 14 de junho.

LEIA MAIS: 10 transferências mais caras da história do futebol

Não é uma surpresa que a busca pelos maiores talentos do futebol tenha se transformado em uma caçada internacional de “ovos de ouro”, com clubes e agentes em busca de encontrar o próximo Neymar antes dos outros e milhões de jogadores com o sonho de ficar rico com a bola. A ambição de chegar ao topo, muitas vezes, envolve a mudança para o exterior, pois as ligas europeias oferecem as melhores oportunidades tanto em termos de salários quanto de reconhecimento internacional.

Segundo um recente estudo realizado pelo CIES Football Observatory, 24,9% de todos os jogadores de nível profissional adulto em toda a Europa são expatriados. O Brasil é o maior exportador de atletas: mais de 1.200 brasileiros jogam fora de seu país de origem. Não é novidade que Portugal é o principal destino para os atletas, pois permite que eles se mudem de continente sem ter de lidar com a barreira do idioma como um desafio adicional.

Veja, na galeria de fotos a seguir, os 10 países que mais exportam jogadores de futebol:

  • 10) Uruguai – 324

  • 9) Colômbia – 327

  • 7) Alemanha – 346 (empate)

  • 7) Croácia – 346 (empate)

  • 6) Espanha – 361

  • 5) Inglaterra – 413

  • 4) Sérvia – 465

  • 3) Argentina – 760

  • 2) França – 821

  • 1) Brasil – 1.236

10) Uruguai – 324

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).