FORBES divulga as marcas mais valiosas do mundo em 2018

As gigantes de tecnologia do mundo consolidaram seu poder nos últimos anos, conquistando lucros enormes e valores de mercado cada vez maiores. Apple, Google, Microsoft, Facebook e Amazon dominam os respectivos setores graças a ótimos produtos e serviços. Porém, talvez seu atributo mais valioso seja uma marca com um nome forte.

VEJA TAMBÉM: 12 marcas mais populares entre os consumidores

Uma marca robusta ajuda a aumentar a demanda e o poder de preço. As cinco marcas de tecnologia mencionadas fazem isso melhor do que quaisquer outras e são as mais valiosas do mundo entre todos os setores, segundo a lista da FORBES – valem, juntas, US$ 586 bilhões, 20% a mais do que no ano passado.

Na 1ª posição pelo oitavo ano seguido, a Apple vale US$ 182,8 bilhões, 8% a mais do que em 2017. Apenas a gigante, graças a sua base radical de fãs, é capaz de precificar um celular em US$ 999 e conseguir vender 29 milhões unidades em menos de dois meses, como a Apple fez no final de 2017. Quase um quarto dessas vendas foram na China, o que destaca o alcance global da marca, que anunciou crescimento de 21% na receita do trimestre no país mais populoso do mundo.

O Google ocupa a 2ª posição pelo terceiro ano consecutivo, com valor de US$ 132,1 bilhões, 30% a mais do que no ano passado. A Apple tem uma vantagem de 38% sobre o gigante de buscas no que diz respeito ao valor da marca, mas o Google tem diminuído esse intervalo, que, há três anos, era de 121%.

O fato de a Amazon ter ultrapassado a Coca-Cola foi a única mudança no Top 5 neste ano. O valor de marca da empresa de bebidas cresceu 2%, para US$ 57,3 bilhões, o que possibilitou que ela fosse a única empresa fora da área de tecnologia a figurar entre as sete primeiras. As vendas do refrigerante representaram 45% do total da empresa no ao passado, com 13 bilhões de unidades comercializadas. Mudanças nos hábitos de consumo ao redor do mundo estão impactando a Coca-Cola, mas a marca permanece muito importante.

LEIA: A força das marcas no futebol

A FORBES avaliou mais de 200 marcas globais para compilar a lista final das 100 mais valiosas. Para serem consideradas, as marcas deveriam ter uma presença nos Estados Unidos, o que eliminou algumas grandes, como as chinesas Alibaba e Tencent. O Top 100 inclui marcas de produtos, como a Gillette, da Procter & Gamble, assim como marcas anunciadas sob seu nome corporativo, como American Express.

As 100 marcas mais valiosas valem, juntas, US$ 2,15 trilhões, 10% a mais do que em 2017. Elas vão desde os US$ 200 bilhões da Apple até os US$ 7,4 bilhões do KFC (100º lugar). O setor de tecnologia é o mais presente, com 20% da lista final, incluindo todo o Top 5. A indústria de serviços financeiros, liderada pela Visa (US$ 24,5 bilhões) teve 13 marcas na lista, seguida por automóveis, com 12 marcas. A Toyota (US$ 44,7 bilhões) ocupa a 9ª posição geral e a 1ª entre marcas de carro.

O Top 100 é uma lista global com marcas de 16 países diferentes, mas os Estados Unidos dominam, com 54 nomes – menos do que os 56 do ano passado. A Alemanha (12 marcas), junto de França e Japão (sete cada um), são os próximos países mais representados.

O Netflix (US$ 11,5 bilhões, alta de 35%) e o PayPal (US$ 7,5 bilhões, alta de 33%) foram as marcas que mais ganharam. O serviço de streaming dobrou sua base de usuários ao longo dos últimos três anos, para 125 milhões. Sua marca premium possibilitou que ele aumentasse os preços nos EUA no ano passado e, ainda assim, aumentasse sua base de usuários.

Veja, na galeria de fotos, as 20 marcas mais valiosas do mundo:

  • 20º. BMW
    Valor da marca: US$ 31,4 bilhões
    Mudança em um ano: 9%
    Receita da marca: US$ 86,8 bilhões

  • 20º. Verizon
    Valor da marca: US$ 31,4 bilhões
    Mudança em um ano: 9%
    Receita da marca: US$ 126 bilhões
    Gasto da empresa com publicidade: US$ 2,6 bilhões

  • 18º. Nike
    Valor da marca: US$ 32 bilhões
    Mudança em um ano: 8%
    Receita da marca: US$ 33,3 bilhões
    Gasto da empresa com publicidade: US$ 3,3 bilhões

  • 17º. IBM
    Valor da marca: US$ 32,1 bilhões
    Mudança em um ano: – 4%
    Receita da marca: US$ 79,1 bilhões
    Gasto da empresa com publicidade: US$ 1,4 bilhão

  • 16º. Cisco
    Valor da marca: US$ 32,4 bilhões
    Mudança em um ano: 5%
    Receita da marca: US$ 48,1 bilhões
    Gasto da empresa com publicidade: US$ 209 milhões

  • 15º. Louis Vuitton
    Valor da marca: US$ 33,6 bilhões
    Mudança em um ano: 17%
    Receita da marca: US$ 12,9 bilhões
    Gasto da empresa com publicidade: US$ 5,4 bilhões

  • 14º. Intel
    Valor da marca: US$ 34,1 bilhões
    Mudança em um ano: 9%
    Receita da marca: US$ 62,8 bilhões
    Gasto da empresa com publicidade: US$ 1,4 bilhão

  • 13º. Mercedes-Benz
    Valor da marca: US$ 34,4 bilhões
    Mudança em um ano: 18%
    Receita da marca: US$ 116,9 bilhões

  • 12º. General Electric
    Valor da marca: US$ 37,2 bilhões
    Mudança em um ano: – 2%
    Receita da marca: US$ 104,9 bilhões

  • 11º. McDonald’s
    Valor da marca: US$ 41,4 bilhões
    Mudança em um ano: 3%
    Receita da marca: US$ 90,9 bilhões
    Gasto da empresa com publicidade: US$ 533 milhões

  • 10º. AT&T
    Valor da marca: US$ 41,9 bilhões
    Mudança em um ano: 14%
    Receita da marca: US$ 160,5 bilhões
    Gasto da empresa com publicidade: US$ 3,8 bilhões

  • 9º. Toyota
    Valor da marca: US$ 44,7 bilhões
    Mudança em um ano: 9%
    Receita da marca: US$ 176,4 bilhões
    Gasto da empresa com publicidade: US$ 3,8 bilhões

  • 8º. Disney
    Valor da marca: US$ 47,5 bilhões
    Mudança em um ano: 8%
    Receita da marca: US$ 30,4 bilhões
    Gasto da empresa com publicidade: US$ 2,6 bilhões

  • 7º. Samsung
    Valor da marca: US$ 47,6 bilhões
    Mudança em um ano: 25%
    Receita da marca: US$ 203,4 bilhões
    Gasto da empresa com publicidade: US$ 4,5 bilhões

  • 6º. Coca-Cola
    Valor da marca: US$ 57,3 bilhões
    Mudança em um ano: 2%
    Receita da marca: US$ 23,4 bilhões
    Gasto da empresa com publicidade: US$ 4 bilhões

  • 5º. Amazon
    Valor da marca: US$ 70,9 bilhões
    Mudança em um ano: 31%
    Receita da marca: US$ 169,3 bilhões
    Gasto da empresa com publicidade: US$ 6,3 bilhões

  • 4º. Facebook
    Valor da marca: US$ 94,8 bilhões
    Mudança em um ano: 29%%
    Receita da marca: US$ 35,7 bilhões
    Gasto da empresa com publicidade: US$ 324 milhões

  • 3º. Microsoft
    Valor da marca: US$ 104,9 bilhões
    Mudança em um ano: 21%
    Receita da marca: US$ 98,4 bilhões
    Gasto da empresa com publicidade: US$ 1,5 bilhão

  • 2º. Google
    Valor da marca: US$ 132,1 bilhões
    Mudança em um ano: 30%
    Receita da marca: US$ 97,2 bilhões
    Gasto da empresa com publicidade: US$ 5,1 bilhões

  • 1º. Apple
    Valor da marca: US$ 182,8 bilhões
    Mudança em um ano: 8%
    Receita da marca: US$ 228,6 bilhões

20º. BMW
Valor da marca: US$ 31,4 bilhões
Mudança em um ano: 9%
Receita da marca: US$ 86,8 bilhões

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).