Nadal se aproxima de Federer em premiações

Após ganhar seu segundo título consecutivo de quadra de saibro em Barcelona, Rafael Nadal está se aproximando de Roger Federer como o melhor jogador da temporada na turnê masculina de tênis.

VEJA TAMBÉM: Conheça a suíte inspirada no tenista Rafael Nadal

O espanhol de 31 anos está em plena forma nesta temporada. Venceu seu 11º título em Monte Carlo há pouco mais de uma semana, seguido de uma vitória fácil sobre o jovem astro grego Stefanos Tsitsipas na final de Barcelona no domingo (29). Rafael Nadal caiu apenas três jogos no caminho para sua 11ª coroa.

Federer, de 36 anos, que começou a temporada defendendo com sucesso o título do Aberto da Austrália, abriu mão da Roland Garrros, que começa no final de maio, para descansar e se preparar para a defesa do título no gramado de Wimbledon, em julho.

Com um incrível prêmio de US$ 7 milhões em oferta na quadra de saibro de cinco dos maiores eventos, incluindo US$ 2,2 milhões para uma defesa bem-sucedida de seu décimo título do Aberto da França em junho e US$ 2,6 milhões para o Masters de Madri e o italiano Aberto na semana seguinte. Nadal está a caminho do topo do ranking masculino 2018 e deve ultrapassar Federer ao final da temporada.

Federer continua sendo o tenista mais rico do mundo, tendo conquistado um recorde de US$ 116 milhões em prêmios em dinheiro. Nadal ganhou perto de US$ 97 milhões.

Veja na galeria abaixo os 5 principais tenista com os maiores prêmios em 2018 na turnê masculina, em 30 de abril de 2018. Fonte: ATP World Tour.

  • 1. Roger Federer, Suíça: US$ 4.336.500

  • 2. Juan Martin Del Potro, Argentina: US$ 2.199.566

  • 3. Rafael Nadal, Espanha: US$ 2.117.558

  • 4. Marin Cilic, Croácia: US$ 1.911.739

  • 5. John Isner, EUA: US$ 1.705,25

1. Roger Federer, Suíça: US$ 4.336.500

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).