Negócios

Novos serviços ajudam a enviar e-mails sem deixar rastros

As revelações de que o governo norte-americano estava espionando e-mails privados, fez com que surgisse uma ótima possibilidade para startups e grandes empresas que vendem ferramentas para proteger este serviço.

 

Enquanto muitos serviços e softwares podem esconder o conteúdo dos e-mails, ainda é possível deixar rastros como quem enviou e quem recebeu assunto da mensagem e o horário em que foi enviado. Metadados permitem que o email seja passado por toda a internet e chegue até o destinatário, mas ao mesmo tempo, pode revelar informações.

 

Um novo serviço chamado ShazzleMail elimina estes metadados enviando o email diretamente para o computador ou smartphone de destino. Eles estão se definindo como o primeiro serviço de proteção e privacidade de email. “Eu sou um pouco paranóico”, conta Cliff Boyle, fundador da Scottsdale start up. “Eu sou muito cuidadoso sobre deixar coisas escritas ficarem armazenadas no banco de dados”.

 

Como ainda não existem muitos usuários no ShazzleMail, muitos destinatários vão receber mensagens com um aviso: “Mensagem Segura de John Smith”, e logo abaixo: “John enviou-lhe um email seguro, criptografado via ShazzleMail. Clique para visualizar”. Para melhorar ainda mais a segurança, Boyle conta que o ShazzleMail oferece um proteção legal porque se um advogado pedir cópias dos emails, o serviço não deixa nenhuma evidência de quem enviou e recebeu a mensagem.

 

Apesar de tudo, o serviço não garante 100% de proteção. “Não é impossível encontrar informações se você é da NSA. Se eles quiserem colocar esforços suficientes, eles conseguem qualquer coisa”. Em julho, outra companhia chamada Raellic Systems apresentou um novo software para impulsionar a segurança, permitindo que os usuários ajustem em três níveis de segurança, sendo o nível mais alto chamado de “Tin Foil Hat”.

 

Topo