Negócios

O garoto de 16 anos que ama videogame, basquete e mercado de investimentos

John Ducas mostra mais do que interesse no mercado de ações e títulos. Na verdade, o jovem de 16 anos fez pesquisas sobre investimento e área financeira durante grande parte de sua curta vida.

“Eu sou originalmente um investidor de valores”, diz o nativo de Nova York, que viveu na Europa com sua família nos últimos anos. No ano passado, Ducas começou sua própria empresa de pesquisa financeira chamada Ducas Capital Management Ltd., que abastece mais de 110 clientes. Ele também publica algumas das suas análises em seu site.

Apesar de não ser o seu emprego dos sonhos, o trabalho mantém sua mente analítica afiada. “Infelizmente eu não tenho a idade para começar realmente o meu próprio fundo de hedge.”

O jovem foi investir dinheiro “real” aos 13 anos depois que seus pais lhe deram 3.000 euros para continuar a explorar a sua paixão pela área das finanças. Dinheiro na mão, ele apostou no que ele sentia que eram ações de crescimento seguro. “Eu coloquei a maioria dos meus investimentos em grandes empresas como a Apple, Microsoft e as coisas que eu gostava na época. Alguns deles eu acertei, outros eu errei, mas foi assim que eu aprendi”.

Ele frequenta a escola, é claro, e gosta de jogar basquete e vídeo game. O adolescente diz viver uma vida normal, com a diferença de já ter descoberto sua paixão. “Tive a sorte de ter minha aptidão trabalhada desde cedo. Meus pais foram a base deste processo”.

Como um investidor privado, Ducas encontra um tempo para pensar sobre suas ações antes de realiza-la. “Costumo pensar nos finais de semana e focar na análise de uma companhia. Ou se não, depois da escola eu dedico duas horas para isso”, conta Ducas.

 

Topo