Negócios

Tinder tem seu primeiro investimento externo

O mercado tem apostado alto em aplicativos. Na última quinta-feira (30), a Woodside anunciou um investimento no Tinder, sem divulgar detalhes da transação. O acordo foi administrado pelo ex-executivo do Facebook e LinkedIn, Matt Cohler, responsável também pelas apostas em Instagram, Dropbox, Quora e Zendesk.

Como parte do acordo, Cohler vai unir-se ao CEO do Tinder, Sean Rad, e dois outros representantes do aplicativo, Greg Blatt e Sam Yagan.

O Tinder tem crescido muito. Rad não divulga o número de usuários ativos, mas informou que, por dia, 1,2 bilhão de perfils são visualizados enquanto mais de 15 milhões viram “matches”.

Rad, Justin Mateen e Jonathan Badeen lançaram o Tinder há dois anos no Hatchlabs – uma incubadora apoiada pelo IAC do Barry Diller, que possui uma participação marjoritária da empresa. Por causa disso, até então, nenhum investimento externo era permitido. “Se não fosse pela IAC, o Tinder seria startup mais procurada”, declara um respresentante da Woodside.

Como é de graça, o Tinder ainda não tem nenhuma forma concreta de receita. Rad já anunciou, no entanto, que o aplicativo terá uma versão premium a partir de novembro. Sem entrar em detalhes, o CEO explicou que pode envolver viagens, entre outras ferramentas.

Topo