Negócios

Tecnologia cria problemas para anunciantes na TV

Tem sido uma semana difícil para as empresas de mídia nos Estados Unidos. Os preços das ações caíram por causa da divulgação dos lucros brutos. Na Time Warner, as vendas de anúncios para redes caíram 2% (US$ 18 milhões a menos). A Discovery registrou um crescimento de apenas 1%. o canal CBS relatou vendas de anúncios de até 2%, mas que foi principalmente impulsionado por esportes ao vivo.

O lento desaparecimento de anunciantes e telespectadores coloca as redes de televisão em uma situação complicada. Com menos dinheiro chegando via anúncios, será preciso aumentar as taxas que cobram por assinante a cabo e por satélite. Apesar disso, Charlie Ergen, CEO da Dish Network, deixou claro que os fornecedores estão mais do que dispostos a um jogo duro se os preços ficarem muito elevados.

Ergen está bloqueando a CNN, Cartoon Network e TruTV porque ele sente que a divisão da Time Warner Turner  está pedindo demais em taxas de assinatura. Ele disse aos investidores que perder a CNN foi um “não-acontecimento” e que “quando derrubamos algo, nós estamos preparados para deixá-lo para sempre.”

Preocupado que o rival direto da Dish, DirecTV, tome uma providência semelhante, a AMC usou o programa “The Walking Dead” para ganhar visualizações que eles poderiam perder. Ao mesmo tempo, as ofertas para canais somente online estão surgindo sem parar. Os planos da HBO de oferecer seus serviços fora do cabo/satélite pode acontecer em algum momento de 2015.

A CBS passou a oferecer um serviço que dá acesso a programação streaming e show em arquivo e anunciou que farão parte da plataforma on-line da Sony que também inclui os canais da Viacom.

Topo