Negócios

Apple lança Apple Watch em evento na Califórnia

A Apple lançou seu esperado smartwatch na tarde desta segunda-feira (9) em evento na Califórnia. Apple Watch custará até US$ 1.099 nos Estados Unidos e estará disponível para compra a partir do dia 14 de abril no país e em outros oito países.

Segundo Tim Cook, CEO da empresa, o produto traz diversas novidades. É possível mudar a música, receber ligações, responder mensagens, ler e-mails (e deletá-los também). A novidade permite que os usuários acompanhem suas batidas cardíacas e meçam sua frequência de exercícios. Acha que precisa se exercitar mais? O Apple Watch pode te ajudar com isso também. Ele lembra constantemente de que, por exemplo, ficar menos tempo sentado e ajuda a medir o número de calorias que você tem perdido por dia.

Qualquer notificação recebida no iPhone chega também no relógio inteligente. Os usuários podem acessar as mídias sociais, receber as notícias mais recentes de diferentes veículos, além de informações sobre voos agendados, temperatura e falar com a Siri. O gadget permite ainda pagar as compras em alguns supermercados selecionados com a Apple Pay.

Alguns aplicativos conhecidos já têm versões para o relógio. É possível pedir um serviço de táxi no aplicativo de caronas Über, por exemplo. Assim como descobrir o nome de uma música ambiente por meio do Shazam e até curtir fotos no Instagram. Um aplicativo do Apple Watch está disponível para o iPhone: é com ele que o usuário escolhe quais são as notificações que ele irá receber no relógio.

O gadget estará disponível em três versões: o Apple Watch, de metal com duas finalizações diferentes, o Apple Watch Sport, feito de alumínio, e o Apple Watch Edition, feito de ouro. É possível customizar o seu dispositivo acrescentando na tela inicial as informações mais importantes para você, como calendário.

Os preços? Fora do Brasil, a versão Sport de 38 mm custa US$ 349, e a de 42 mm chegará ao mercado por US$ 399. O Apple Watch também vem em dois tamanhos diferentes: o de 38 mm pode variar de US$ 549 a US$ 1.049 dependendo da pulseira escolhida, e o de 42 mm varia de US$ 599 a US$ 1.099. Por último, a versão de ouro que custará US$ 10.000.

No dia 24 de abril, o Apple Watch estará disponível nos seguintes países: Austrália, Canadá, China, França, Alemanha, Hong Kong, Japão, Reino Unido e Estados Unidos. Segundo Cook, o possível será feito para levar a novidade aos outros países da maneira mais rápida possível.

MacBook

Em seguida, Cook passou a falar sobre o novo MacBook, disponível em prata, dourado e cinza. A nova versão está mais fina, com apenas 13,1 mm fechado, e pesando apenas 907 gramas. Por baixo do teclado, uma tela completa de LED distribui luz de maneira igual para todas as teclas. A bateria do novo computador foi feita para durar todo o dia. O MacBook estará disponível nas lojas da Apple a partir do dia 10 de abril e custará U$ 1.299 nos EUA.

iPhone

A empresa também trouxe novidades sobre seu smartphone. Foram mais de 700 milhões de aparelhos vendidos desde a sua estreia, em 2007. De acordo com Cook, o iPhone 6 e o iPhone 6 Plus tiveram 99% de aceitação entre os usuários. Além disso, o CEO falou sobre o sucesso da Apple Pay. O método de pagamento da empresa, já é aceito em mais de 700.000 lugares ao redor do mundo e possui parceria com mais de 2.500 bancos.

HBO Now

Richard Plepler, CEO da HBO, subiu ao palco para anunciar a parceria entre o canal e a gigante da tecnologia. A partir de abril, a HBO Now, serviço de streaming da empresa, estará disponível exclusivamente na Apple TV e Apple Store, por um preço US$ 14,90.

 

Topo