Negócios

Abercrombie não terá mais imagens sensuais em suas propagandas

Getty Images

Getty Images

Finalmente está acontecendo: a Abercrombie & Fitch está acabando com sua estratégia de marketing que usa homens e mulheres quase nus. De agora em diante, tanto a Abercrombie quanto a Hollister não terão mais imagens sexys em suas propagandas e seu staff ficará todo vestido.

Tanto Christos Angelides, presidente da Abercrombie, quanto Fran Horowitz, presidente da Hollister afirmaram que a sensualidade não será mais um recurso para as marcas. Ou seja, garotas sem blusas não estarão mais presentes em eventos especiais e abertura de lojas, nem em anúncios ou sacolas das lojas. Os vendedores terão um novo modo de se vestir, e as marcas privilegiarão mais a força de trabalho, em vez de o que os funcionários usam. A nova política das empresas é resultado de uma ação movida contra elas na Suprema Corte dos Estados Unidos. Uma muçulmana está processando a Abercrombie por discriminação, depois de a companhia não tê-la contratado por usar vestes tradicionais da religião.

Os vendedores não serão mais obrigados a usarem roupas e acessórios da marca para a qual trabalham. Antes considerados modelos, os funcionários das lojas serão agora “representantes da marca”.

Como outras marcas para jovens, a Abercrombie está sentindo os efeitos de ter seu orçamento mais reduzido. Hoje é comum que esse público priorize a compra de eletrônicos a roupas. Mesmo que os jovens continuem gostando da moda, preferem um conceito diferente, que se atualize mais rápido, diferente do que a marca apresentou nos últimos anos.  Hoje em dia, os jovens querem algo que seja muito inovador.

Comentários
Topo