Negócios

Renda da Fifa passou de US$ 2 bilhões em 2014

Niall McCarthy

iStock

iStock

Sete oficiais da Fifa, principal organização do futebol mundial, foram presos na manhã desta quarta-feira (27) em Zurique, na Suiça, acusados de corrupção. Os suspeitos supostamente aceitaram propinas no valor de US$ 100 milhões nos últimos 20 anos.

Joseph Blatter, diretor da instituição, não estava entre eles, mas o ex-presidente da CBF, José Maria Marin, sim. A prisão foi feita em nome das autoridades dos Estados Unidos e os detidos podem ser extraditados para o país. No total, 14 oficiais foram acusados. Durante anos a Fifa conseguiu esconder escândalos de corrupção, mas o ocorrido nesta manhã deve trazer uma turbulência para a organização.

Recorde de arrecadação

A Fifa gerou uma renda impressionante nos últimos anos. Além de ser isenta do pagamento de impostos, por ser uma organização sem fins lucrativos, a Copa do Mundo de 2014, no Brasil, foi um grande sucesso. Assim, a organização bateu recorde de arrecadação no último ano, com mais de US$ 2 bilhões só em 2014.

Comparado com os últimos dez anos, os números da Fifa são surpreendentes. Em 2006, quando a Alemanha foi sede da Copa, foram arrecadados US$ 749 milhões. Outro pico da organização foi na Copa de 2010, na África do Sul, quando a Fifa conseguiu mais de US$ 1 bilhão. Desde 2003, a organização aumentou sua renda em mais de 200%.

Comentários
Topo