Negócios

Donald Trump é pré-candidato à presidência dos EUA pelo Partido Republicano

Getty Images

Getty Images

O bilionário Donald Trump oficializou seu antigo sonho de concorrer à presidência dos Estados Unidos pelo Partido Republicano nesta terça-feira (16). Há duas décadas o apresentador pensava na ideia, mas nunca tinha realmente investido nela.

Em discurso, o magnata e apresentador do programa “O Aprendiz” disse que o sonho norte-americano está morto e prometeu que faria com que ele voltasse à vida. “Então, senhoras e senhores, eu estou oficialmente concorrendo a presidente nos Estados Unidos e nós faremos deste um ótimo país de novo”, disse Trump a multidão. Como é seu estilo, não poupou quase ninguém: do seu concorrente Jeb Bush, irmão do ex-presidente George W., ao atual presidente Barack Obama. O slogan da campanha será “Make America Great Again”, em tradução livre: “Tornar a América ótima novamente”.

LEIA MAIS: Fortuna de Donald Trump é menor do que o bilionário declara

Mas anúncio, feito na luxuosa Trump Tower, em Nova York, não foi o único a chamar atenção. Para concorrer ao cargo de candidato, o norte-americano não pretende se afastar do seu estilo de vida que ostenta muito dinheiro. Pelo contrário: quer usar seu sucesso nos negócios como peça central de sua campanha. Em frente a outros bilionários, como Steve Rahr, Trump afirmou que sua fortuna está estimada em US$ 8,7 bilhões. É mais que o dobro dosUS$ 4,1 bilhões estimados por FORBES.

Trump se definiu ainda como “a pessoa de mais sucesso a concorrer à presidência na história, de longe”. Para alfinetar Mitt Romney, o candidato republicano na última eleição, o apresentador disse que a loja Gucci, da qual é dono, vale mais que ele. A loja de luxo fica no lobby da Trump Tower.

RANKING: 13 palestrantes mais caros dos Estados Unidos 

O prédio no qual fez o anúncio faz parte da estratégia do apresentador, especialmente porque a sala de reuniões de seu programa, “O Aprendiz”, fica nela. Deste modo, o empresário usará sua fama na televisão para impulsionar ainda mais sua candidatura, porque muitos americanos o consideram como uma estrela depois das 14 temporadas apresentando o reality show.

LEIA MAIS: Ex-CEO da HP entra na corrida presidencial dos EUA 

Trump e seus assessores estão confiantes sobre a candidatura. De acordo com Corey Lewandowski, principal conselheiro político do bilionário, o grande trunfo deles é que ninguém esperava que o apresentador se tornaria candidato. Mas, nos últimos meses, o norte-americano se dedicou a montar uma equipe especializadas em cidades como Iowa, New Hampshire e Carolina do Sul.

Comentários
Topo