Negócios

Facebook investe em pesquisa de inteligência artificial com nova equipe em Paris

Kathleen Chaykowski

iStock

iStock

O Facebook está construindo sua própria inteligência artificial há mais de um ano e funcionará como uma ferramenta de pesquisa. A meta é facilitar a comunicação dos usuários da rede social por meio de textos, fotos e vídeos. Nesta terça-feira (2), o Facebook anunciou a mais recente contratação: uma nova equipe de pesquisa em Paris.

A equipe da França vai trabalhar, em longo prazo, em projetos de pesquisas de reconhecimento de imagem, processamento de linguagem natural e reconhecimento de fala. Também aperfeiçoar a estrutura física e lógica necessária para executar sistemas de inteligência artificial, de acordo com o que foi dito por Yann LeCun, o chefe do departamento de IA do Facebook.

“Nós esperamos que essa pesquisa nos ajude a criar serviços como o feed de notícias, fotos e pesquisa ainda melhores e permitir um conjunto inteiramente novo de maneiras de conexão e compartilhamento”, explica LeCun. “Nós planejamos trabalhar abertamente e investir na comunidade de pesquisa de IA na França, e fora da União Europeia, assim como ambicionamos fazer um progresso significativo nessa área.”

A rede social diz que escolheu Paris por causa da força da sua comunidade de pesquisadores, reconhecendo que o trabalho de IA da empresa ainda é relativamente novo. Ainda será analisado como o grupo de pesquisa irá mudar a experiência do usuário diretamente. Entretanto, o Facebook disse que a abertura desse modelo, no qual os pesquisadores compartilham suas descobertas, ferramentas e métodos, promove a colaboração e ajudar os avanços a ocorrerem mais rapidamente.

“Estamos construindo uma equipe mundial que já fez alguns progressos encorajadores,” afirma LeCun.

Comentários
Topo