Negócios

Olacyr de Moraes, o Rei da Soja, morre aos 84 anos

Divulgação

Divulgação

Olacyr de Moraes, conhecido como o Rei da Soja, morreu na madrugada desta terça-feira (16) em São Paulo. Aos 84 anos, o empresário lutava contra um câncer no pâncreas desde o começo de 2014. Moraes estava internato no Hospital Israelita Albert Einstein, onde seu corpo foi velado.

Nascido em Itápolis, interior de São Paulo, Moraes mudou-se com a família para a capital e começou sua carreira ajudando o pai a vender máquinas de costura. Aos 19 anos, abriu a empresa de transporte de carga Argeu Augusto de Moraes e Filhos Ltda.

Em 1957, com seu irmão Odimir, abriu outra empresa na mesma área, a Constran. Depois de 14 anos de sucesso na companhia, eles abriram o capital da Constran e conquistaram ainda mais espaço no ramo da engenharia civil. Em 1973, entrou para o setor agrícola e criou a Itamarati Agro Pecuária S.A., no Mato Grosso do Sul. A empresa cultivava grãos, como soja, milho e arroz.

No anos 80, o empresário já era o maior produtor de soja no mundo, quando entrou para a lista de bilionários de FORBES. Por quase 20 anos, eles foi considerado o homem mais poderoso do Brasil.

No entanto, alguns investimentos errados fizeram com o empresário, na década de 1990, acumulasse dívidas. Olacyr deve de vender fazendas, usinas e imóveis. Em 2011, ele tentou recomeçar e passou a investir na mineração. Olacyr criou a Itaoeste e suas minas de metais raros ficavam no nordeste, na Bahia e no Piauí e no Sudeste, em São Paulo.

Atualmente, Olacyr morava no bairro do Itaim Bibi, em São Paulo.

Comentários
Topo