Negócios

Rede de TV cancela transmissão de Miss EUA após comentários de Donald Trump

Getty Images

Getty Images

A Univision, principal rede de televisão em língua hispânica dos Estados Unidos, cancelou a transmissão do concurso de beleza Miss Estados Unidos (12/07) por causa dos comentários feitos por Donald Trump, proprietário da Organização Miss Universo, sobre mexicanos e latinos.

VEJA TAMBÉM: Como Donald Trump comprou uma propriedade de US$ 100 milhões por alguns “trocados”

“Quando vamos combater o México na fronteira? Eles estão rindo de nós por nossa estupidez. E agora estão nos batendo economicamente. Eles não são nossos amigos, acreditem em mim”, declarou o bilionário em um trecho de seu discurso que anunciou a sua pré-candidatura à presidência dos Estados Unidos.

E o empresário não parou por aí. “Os Estados Unidos tornaram-se uma lixeira dos problemas de todo o mundo. Quando o México envia seu povo, ele está enviando seus problemas: as drogas, o crime, os estupradores.”

LEIA MAIS: Fortuna de Donald Trump é menor do que o bilionário declara

Trump, por meio de seu Twitter, disse que foi tudo um grande mal entendido – e parte de uma conspiração do governo mexicano. “A Univision que desistir do contrato assinado com o Miss Universo porque eu expus os acordos comerciais que os Estados Unidos fazem com o México”, escreveu ele. “Eu amo o México, mas não gosto do trato comercial desleal que os EUA fizeram com o país. É realmente ruim para o mercado de trabalho americano, só é bom para o México.”

O cantor colombiano J Balvin também não gostou das declarações e cancelou a apresentação que faria no concurso.

RANKING: 13 palestrantes mais caros dos Estados Unidos

“Seria a minha primeira apresentação em rede nacional. Mas nós estamos falando sobre nossas raízes, a nossa cultura, nossos valores. Isso não é uma punição, só um jeito de mostrar liderança através da responsabilidade social. Seus comentários não eram apenas sobre os mexicanos, mas sobre os latinos em geral”, disse Balvin à revista Billboard, num claro recado a Trump.

Comentários
Topo