Negócios

Busca por vida extraterrestre ganha investimento de US$ 100 milhões

Istock

Istock

Encontrar vida inteligente fora da Terra ficou ainda mais possível a partir desta segunda-feira (20), quando o bilionário Yuri Milner anunciou que investiu US$ 100 milhões de sua fortuna pessoal em uma pesquisa científica sem precedentes.

Stephen Hawking se uniu a Milner no palco da Royal Society, em Londres, para anunciar a “Breakthrough Initiative”, um estudo científico de dez anos que utilizará dois dos mais poderosos telescópios do mundo para criar mensagens digitais que possam representar a humanidade. Para isso, haverá uma competição internacional com recompensa de US$ 1 milhão.

A maior parte da pesquisa, onde será investida mais da metade do dinheiro doado por Milner, pretende explorar todo espectro eletromagnético do universo. A fase se chamará Breakthrough Listen.

FOTOS: 7 Seguros inusitados ao redor do mundo

Pesquisas anteriores cobriram apenas 2% dessas frequências, mas o novo programa cobrirá todas. “Certa parte do espectro é o ponto mais escuro e quieto do universo”, afirma Frank Drake, um dos chefes da operação Breakthrough Listes.

Hawkings falou brevemente sobre a importância do projeto. “Acreditamos que a vida surgiu de forma espontânea na Terra, então, em um universo infinito, deve haver outras ocorrências de vida”, explica. “Está na hora de nos comprometermos a encontrar a resposta e buscar por vida além da Terra.”

A doação de Milner é a maior já feita para a organização Search for Extraterrestrial Intelligence (SETI) e será distribuída em um período de dez anos.

O programa vai analisar um milhão das estrelas mais próximas e ouvir mensagens das cem galáxias mais próximas. Os pesquisadores afirmam que, se uma civilização entre as mil estrelas mais próximas enviar uma transmissão com a potência de um radar de uma aeronave comum, os telescópios poderão detectá-la.

Comentários
Topo