Negócios

Crise financeira aumenta compra de computadores Mac na Grécia

Reprodução

Reprodução

Ao contrário do que você imagina, investir em computadores caros pode ser a nova forma de poupar dinheiro. Pelomenos é o que tem acontecido na Grécia, onde os cidadãos têm recorrido a meios inusitados para tentar economizar. Por lá, a moda é investir em computadores Macintosh, da Apple.

Os chamados “gastos por ansiedade” ocorrem no país graças às restrições impostas aos saques bancários e ao medode que o país deixe a zona do euro, o que deve provocar uma alta dos preços. Algumas pessoas têm comprado eletrônicos caros enquanto ainda possuem dinheiro para gastar. De acordo com uma pesquisas, o capital que restou aos gregos está sendo investido em computadores da Apple.

RANKING: Satisfação com a vida na Grécia caiu 27,3% em sete anos

“A pessoas estão gastando o dinheiro que possuem porque têm medo de que o país não saia da crise”, contou um funcionário de uma loja de eletrônicos localizada em Atenas à Bloomberg. “Um Mac não se desvaloriza facilmente.”

LEIA MAIS: Ações do Manchester United estão mais baratas graças à crise grega

O valor de revenda de um computador da Apple é tido como um benefício para os fãs da marca, embora proprietários consigam revender seus Macs por somas não tão significativas. De acordo com o site de vendas Gazelle, um iMac de 21,5’’ vendido por US$ 1.200 em 2011 vale, hoje, US$ 253. Mas, em lugares como o site Craiglist, o proprietário pode revendê-lo por até US$ 600.

Embora seja uma estratégia extremamente arriscada, uma desvalorização de 50% em um país em crise em quatro anos não parece tão ruim para muitos gregos.

Comentários
Topo