Negócios

Empresa sul-coreana de autopeças investirá R$ 35 milhões em 1° fábrica no Brasil

Kwangjin - Hyunday

iStock

A empresa sul-coreana de autopeças Kwangjin oficializou nesta última segunda-feira (3), que irá investir R$ 35 milhões em sua primeira fábrica na América do Sul. A cidade escolhida foi Sumaré, em São Paulo, que irá alugar um espaço para a multinacional produzir seus mecanismos e módulos para janelas de automóveis.

O anúncio foi feito pelo diretor executivo da empresa no Brasil, Daniel Kim, na sede municipal de Sumaré, onde assinou um protocolo de cooperação com a prefeitura da cidade. “Nós decidimos começar o funcionamento da sede a partir do final de 2016”, explica Kim.

Para aumentar o índice de nacionalização de seus automóveis, a General Motors solicitou que a empresa viesse para o Brasil o quanto antes. Além da GM, os principais clientes da Kwangjin no país são a Hyundai e a Volkswagen.

LEIA MAIS: Com venda bruta de R$ 25,6 bi, Via Varejo é o maior negócio do Grupo Pão de Açúcar

Segundo a agência Iveste São Paulo, de promoção de investimentos, a unidade vai gerar 170 empregos diretos e 30 indiretos para atender a uma demanda de 600.000 veículos por ano até 2017, mas a capacidade total da fabrica deve chegar a 1,3 milhão por ano.

A recessão que o país enfrenta não preocupa Kim. “Nós fizemos um estudo detalhado sobre a economia do país, e temos em vista que a empresa atingirá resultados promissores para os próximos anos”, argumenta.

Para os próximos anos, Kim acredita que o ingresso da empresa no mercado brasileiro vai refletir diretamente na forma como os fabricantes negociam com as montadoras e na qualidade das peças em empresas de desenvolvimento automobilístico.

VEJA TAMBÉM: Gigantes investem alto em versões de pequenos mercados de bairro

Até 2020, espera-se que a Kwangjin faça um novo investimento de R$70 milhões no Brasil, para a construção de uma nova unidade.

Comentários
Topo