Negócios

Fundador Sean Rad volta ao cargo de CEO do Tinder

Getty Images

Getty Images

Chris Payne, CEO do Tinder, vai deixar a companhia após cinco meses no cargo. A empresa anunciou que o fundador do aplicativo, Sean Rad, vai substituí-lo.
“Faz apenas alguns meses, mas houve um entendimento mútuo de que não era a melhor situação no longo prazo dado o rápido crescimento do Tinder”, disse Matt Cohler, um dos diretores do aplicativo, em comunicado à imprensa.

LEIA MAIS: FORBES e Tinder criam rede social exclusiva para jovens de sucesso 

Payne trabalhava no eBay antes de ser contratado pelo aplicativo de relacionamento em março. Ele também já teve cargos na Amazon e na Microsoft. Antes dele, Rad foi CEO do Tinder até novembro de 2014, quando foi afastado do cargo.

“Eu gostei do meu tempo no Tinder, mas nós determinamos mutuamente que não seria bom e pensamos que uma transação rápida seria melhor para todos”, disse Payne, também por meio de comunicado.

Além disso, Greg Blatt, presidente do The Match Group (empresa ligada ao Tinder), assumirá o cargo de presidente executivo do app.

Comentários
Topo