Negócios

Google Maps passará a medir qualidade do ar

Reprodução

Reprodução

Na última terça-feira (28) o Google revelou um trabalho conjunto com a startup Aclima para medir a qualidade do ar. A parceira, que já acontece há um ano e meio, tem como objetivo colocar sensores, feitos pela startup, nos carros que registram imagens para o Street View.

O projeto é do programa Google Earth Solidário, que oferece a organizações sem fins lucrativos e de benefício público recursos para conseguirem cumprir seus objetivos. O trabalho conjunto pode ajudar a startup a coletar dados o suficiente para melhorar o ar nas cidades. “Nós criamos nossas cidades sem ter dados”, afirma a fundadora da Aclima, Davida Herzl.

No primeiro piloto do projeto, três carros do Street View coletaram 150 milhões de dados com a qualidade do ar em Denver, Colorado, nos Estados Unidos, por um mês. Eles mediram químicos que dificultam a respiração, como dióxido de nitrogênio, óxido nítrico, ozônio, monóxido de carbono, dióxido de carbono e outros.

LEIA TAMBÉM: Google cria ferramenta que mostra tamanho das filas em estabelecimentos

O objetivo do projeto é disponibilizar esses dados para os cidadãos para que eles e o governo local possam entender a situação da poluição em suas cidades.

Análises científicas independentes já provaram que os sensores móveis funcionam para coletar dados nas ruas. Eles podem ajudar a melhorar aqueles já existentes que são operados pelo Estado. Davida conta que espera que um dia a qualidade do ar seja uma informação tão acessível quanto a previsão do tempo.

Por enquanto, a parceria tem viés mais filantrópico. O Google Earth Solidário vai ajudar organizações a visualizar o problema da qualidade do ar, o que pode incentivar providências por parte dos governos. Davida explica que árvores, por exemplo, conseguem absorver poluição. “Se soubermos onde a poluição está, saberemos onde colocar áreas verdes”, explica.

Comentários
Topo