Negócios

Bilionário egípcio negocia a compra de duas ilhas para abrigar refugiados

Reprodução/Facebook

Reprodução/Facebook

O bilionário egípcio Naguib Sawiris anunciou na última segunda-feira (14), em sua conta no Twitter, que está negociando a compra de duas ilhas na Grécia para abrigar refugiados de zonas de conflito. O bilionário declarou estar em contato com os proprietários e disse ter “interesse em negociar, desde que o governo da Grécia dê autorização para receber o maior número possível de refugiados”.

Ainda no Twitter, Sawiris diz ter sido contatado pelo Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (Acnur) e declarou que irá encontrá-los em breve para discutir possíveis áreas de cooperação. Além disso, disse ter recebido inúmeras manifestações de pessoas interessadas em ajudar.

Presidente da operadora de telecomunicações Orascom Telecom, o bilionário é atualmente o terceiro homem mais rico do Egito, com uma fortuna estimada em US$ 2,8 bilhões. Ele diz possuir os recursos necessários para concretizar seus planos. Além do dinheiro, Sawiris afirma que também tem experiência em infraestrutura e logística para o desenvolvimento de novas terras.

SAIBA MAIS: Bilionário egípcio confirma proposta de compra de ilha para abrigar refugiados

O primeiro anúncio do empresário sobre suas intenções humanitárias ocorreu no início de setembro por meio de um post no Twitter, que viralizou rapidamente pelas redes sociais e ganhou destaque em veículos de comunicação de diversos países. “Grécia ou Itália, me vendam uma ilha e declarem sua independência para abrigar imigrantes e proporcionar trabalho no desenvolvimento do novo país”, escreveu, na publicação.

Alguns dias depois, Sawiris postou um pedido pelo Twitter para as pessoas que pretendem ajudá-lo em sua missão. “Todos que se propuseram a se voluntariar ou ajudar a criar a ilha, por favor, mandem um e-mail com sua proposta de contribuição para proposals@otmt.com”, publicou Sawiris, em inglês.

LEIA TAMBÉM: Bilionário egípcio investe US$ 3 bilhões no setor de energia do país

Sawiris não é o único que pretende ajudar os refugiados. O turco Hamdi Ulukaya, fundador da marca de iogurtes Chobani, afirmou que pretende doar metade de sua fortuna de US$ 1,32 bilhão para ajudar os fugitivos de guerra. A ação faz parte da iniciativa The Giving Pledge, criada por Bill Gates e Warren Buffett, que incentiva pessoas muito ricas a doarem parte significativa de suas fortunas.

Comentários
Topo