Negócios

Por que Bono, líder do U2, não é um bilionário

Getty Images

Getty Images

Nesta semana, surgiu o boato de que o líder da banda U2, Bono Vox, seria o mais novo integrante da lista de bilionários – e dono do título de estrela pop mais rica do mundo – após um lucrativoinvestimento no Facebook. Apesar de a rede social de Mark Zuckerberg ter ajudado investidores – incluindo Sean Parker e Dustin Moskovitz – a chegarem ao status de bilionários, Bono não está entre eles.

De acordo com os cálculos da FORBES, nenhum bilionário ganhou sua fortuna trabalhando como músico ou ator. As especulações – e o erro nos cálculos –surgiram por causa de uma atribuição incorreta de ações, divulgada pelo tabloide britânico The Sun e reproduzida por diversos veículos da imprensa, incluindo o The Mirror. Segundo a reportagem, Bono teria comprado “2,3% da mídia social em 2009 junto com o grupo de investimentos que ele co-fundou, o Elevation Partners”.

RANKING: 20 maiores bilionários do Brasil

Isso significa que a fatia pessoal de Bono é apenas uma parte do que a Elevation Partners adquiriu do Facebook. Além dele, outros cinco diretores também dividem as ações.

A Elevation Partners investiu US$ 210 milhões no Facebook em dois momentos (2009 e 2010), e adquiriu aproximadamente 2% da companhia – fatia que desde então se dividiu entre seus diretores e investidores. Não está claro se essa porcentagem ainda pertence à empresa.

Essa não é a primeira vez que Bono é declarado bilionário. Em 2012, quando o Facebook fez a oferta de suas ações ao mercado, manchetes similares apareceram nos jornais e confundiram a parte da Elevation com a parte do músico como pessoa física.

MAIS RANKING: 20 maiores bilionários do mundo em 2015

Apesar de não estar na lista dos bilionários, a banda de Bono Vox está na lista dos artistas da músicos mais bem pagos do mundo. Graças às turnês, o U2 ganhou quase US$ 500 milhões nos últimos dez anos, de acordo com estimativas da FORBES. A turnê 360°, de 2011, é a mais rentável da história, responsável por lucros de US$ 195 milhões em 12 meses.

A Elevation Partners não está realizando investimentos, já que não cria um novo fundo desde 2005.

Comentários
Topo