Negócios

Empresa quer lançar carro de três rodas via crowdfunding

screen-shot-2014-02-25-at-3-50-48-pm

De cor laranja, com três rodas e dois lugares, o veículo da startup automotiva Elio Motors tem a metade do tamanho de um carro comum e parece ter saído diretamente do Vale do Silício. Mas o que mais chama a atenção é a forma de arrecadação da montadora para construir o carro: crowdfunding.

A Elio Motors foi fundada em 2008, mas só comprou uma antiga fábrica da GM em Louisiana, nos Estados Unidos, recentemente. O veículo, tecnicamente considerado uma motocicleta por ter apenas três rodas, deverá custar cerca de US$ 6.800 e já tem mais de 45.000 encomendas.

Como qualquer startup que precisa de muitos investimentos, a montadora está esperando por financiamento para começar a produção. O fundador e CEO Paul Elio afirmou que o valor agurdado é de pelo menos US$ 300 milhões para dar início ao projeto. O problema é que, até então, a empresa não teve sorte com os meios de investimento tradicionais.

A aposta da empresa é na nova nota Regulation A+, que visa dar grau de investimento a startups. Basicamente, a agência ajuda a empresa a levantar os US$ 50 milhões iniciais em troca de uma fatia da companhia.

Primeiro, a empresa, claro, tem de passar por um período de testes. Caso seja aprovada, começa a coletar dinheiro de investidores. A Elio contratou a StartEngine, especializada em levantar verbas ligadas a Regulation A+, para fazer a campanha de crowdfunding. Até então, cerca de 100.000 interessados prometeram dar US$ 37 milhões.

Como o programa da Regulation A+ é novo, visto que foi fundado em julho, nenhuma empresa atingiu ainda seu objetivo final. O que quer dizer que não se sabe se os investidores que prometeram dar a quantia necessária de fato cumprirão o compromisso.

Elio, no entanto, está otimista. Sua campanha pretendia levantar, no mínimo, US$ 25 milhões para conseguir confiança de outras empresa. US$ 37 milhões já é um valor considerável.

 

elio11_interior2

Comentários
Topo