Negócios

Montadora de supermoto elétrica diz que Apple está atrás de seus principais talentos

Divulgação

Divulgação

Enquanto o Project Titan, programa que, supostamente, busca o desenvolvimento de um carro Apple, cresce, a empresa absorve cada vez mais talentos da indústria automotiva. Para companhias como a Mercedes-Benz, perder alguns funcionários não é algo tão impactante, mas para uma startup como a Mission Motors, de San Francisco, é devastador.

LEIA MAIS: Como a Apple pode mudar a indústria automotiva

De acordo com a Reuters, o CEO da Mission Motors, Derek Kaufman, acredita que a ânsia da Apple por atrair engenheiros elétricos da companhia iniciante acabou com a habilidade da empresa de inovar e competir. “A Mission tinha um ótimo grupo de engenheiros, principalmente especialistas em direção elétrica”, Kaufman disse à Reuters. “A Apple sabia isso – eles queriam, então foram lá e buscaram.”

Essa não foi a única empresa que sofreu com a tomada de talentos da Apple. A fabricante de baterias A 123 Systems processou a gigante em fevereiro por contratar alguns de seus engenheiros principais. Até mesmo Elon Musk, CEO da Tesla, disse que todos os funcionários que ele demitiu acabaram indo pra Apple – provavelmente para o Project Titan.

VEJA TAMBÉM: 39 novas ferramentas do novo Apple iOS 9 e como usá-las

Para quem ainda não foi convencido pelos boatos recentes de que a Apple tem um projeto de carro, as crescentes evidências estão se tornando grandes demais para serem ignoradas. Além disso, o CEO Tim Cook disse, na última segunda-feira (19), que uma “mudança massiva” está chegando à indústria automotiva. Está começando a ficar claro que alguma coisa relacionada a carros está acontecendo na empresa.

Comentários
Topo