Negócios

ESPN perdeu sete milhões de assinantes desde 2013

Time Warner Cable, Disney Talks Said To Focus On ESPN3.Com

A rede internacional de canal esportivo ESPN perdeu três milhões de assinantes neste ano, conforme a própria empresa, comprada pela Disney, confirmou nesta semana. Hoje, com 92 milhões de assinantes, a empresa vive o número mais baixo da década.

VEJA TAMBÉM: HBO vai lançar serviço de streaming por US$ 15 nos EUA

Este número confirma uma queda constante: em comparação com o ano de 2013, foram sete milhões em perdas. O CEO da Disney, Bob Iger, confessa que a empresa errou ao subestimar os números no início e minimizou a importância do que era observado. Segundo ele, o problema foi “não ter valorizado como deveria a crescente popularidade de serviços de streaming e gravação de vídeo digital, mas sim à programação esportiva ao vivo”.

O aumento dos custos de assinatura nos Estados Unidos, assim como os das taxas de anúncios, podem ter sido motivo para a tamanha queda de inscritos nos canais ESPN. A tendência se espalhou por volta de 2011-2012, quando a queda passou de 100 para 98 milhões, de acordo com Sports Business Daily.

LEIA MAIS: 10 marcas esportivas mais valiosas de 2015

Apesar da luta enfrentada em prol da renovação de contratos com assinantes, ESPN explica que ainda responde por quase metade (46%) do lucro operacional da Disney e reafirma o status de mais alta importante emissora com foco em esportes.

Comentários
Topo