Negócios

Mais de 1 bilhão de turistas viajaram para o exterior no ano passado

iStock

iStock

Na próxima vez em que você estiver resmungando sobre as longas filas para fazer check-in em aeroportos, pense neste número: 1,184 bilhões. Esta é a quantidade recorde de turistas que viajaram para fora das fronteiras de seus países por pelo menos uma noite em 2015, de acordo com as novas estatísticas divulgadas pela Organização Mundial do Turismo, em seu último relatório.

Segundo informações divulgadas pela CNN, isso representa um aumento de 4,4%, ou 50 milhões, em relação a 2014, e é o sexto ano consecutivo de crescimento acima da média, diz o relatório.

“A performance robusta do setor está contribuindo para o crescimento econômico e para a geração de empregos em muitas partes do mundo”, disse o secretário-geral da organização, Taleb Rifai. “Assim, é importante que países adotem políticas que promovam o crescimento contínuo do turismo, incluindo a simplificação das viagens, o desenvolvimento dos recursos humanos e o investimento em sustentabilidade.”

A Europa, as Américas, a Ásia e o Pacífico registraram aumento de cerca de 5% nas chegadas internacionais em 2015, diz o relatório. A Europa lidera o caminho, devido ao enfraquecimento do euro em relação ao dólar e a muitas outras das principais moedas, com as chegadas de turistas tendo alcançado 609 milhões – 29 milhões a mais do que em 2014.

LISTA: Os países com mais nativos morando fora do país

A Ásia e o Pacífico registraram a chegada de 13 milhões de turistas internacionais a mais no ano passado, e alcançou 277 milhões no total. Já as chegadas nas Américas cresceram 9 milhões e alcançaram 191 milhões. “A apreciação do dólar norte-americano estimulou viagens para fora dos Estados Unidos, o que beneficiou o Caribe a América Central, que registraram aumento de 7%”, diz o relatório.

“Os resultados na América do Sul e da América do Norte, ambas com aumento de 4%, foram próximas da média.” Chegadas ao Oriente Médio cresceram 3% enquando a África, apesar de ter poucos dados disponíveis, experimentou uma queda de 3%, “principalmente devido aos resultados fracos do norte da África, que responde por mais de um terço das chegadas à região.”

Em 2015, a China continuou a liderar as viagens internacionais, especialmente para destinos asiáticos como o Japão e a Tailândia, assim como para os Estados Unidos e muitos destinos europeus, diz o relatório. “Em contrapartida, os gastos de países que costumavam ser mais fortes, como Rússia e Brasil, diminuíram significativamente, como reflexo das restrições econômicas enfrentadas e da depreciação do rublo e do real em relação a quase todas as outras moedas.”

VEJA TAMBÉM: 10 melhores aventuras para fazer em 2016

Para aqueles que esperavam encarar filas menos cheias em aeroportos daqui para frente, isso não vai acontecer em 2016. O Índice de Confiança da OMT diz que, apesar de a previsão ser que o crescimento seja um pouco menor do que nos dois anos anteriores, espera-se que as chegadas de turistas internacionais cresçam 4% mundialmente.

Por região, o crescimento deve ser mais forte na Ásia, no Pacífico e nas Américas (de 4% a 5%), seguidos pela Europa (de 3,5% a 4,5%). “As projeções para a África [de 2% a 5%] e para o Oriente Médio [de 2% a 5%] são positivas, porém com um nível maior de incerteza e volatilidade”, diz o relatório.

Comentários
Topo