Negócios

Novo Ford GT tem análise de capacitação para compradores

Reprodução

Reprodução

O novo supercarro da Ford, o GT 2017, chegará ao mercado no final deste ano. No entanto, ele não será como um Focus – o consumidor não poderá falar apenas com o vendedor e esperar sair dirigindo um. Haverá um pouco mais de esforço envolvido.

Antes de a Ford permitir que você compre um dos 250 supercarros de 600 cavalos de potência que pretende produzir até o final de 2016, você terá de se inscrever on-line. Então, a empresa vai examinar o comprador em um processo de veto. A marca norte-americana pretende perguntar coisas como quais Fords você já teve e quanto você quer dirigir o GT, além de medir seu engajamento nas redes sociais.

VEJA TAMBÉM: Conheça o novo Ford Raptor 2017

“[A inscrição] irá tentar entender qual é o seu relacionamento com a Ford”, disse Raj Nair, vice-presidente executivo da Ford, ao jornal “The Detroit News”. “Nós queremos priorizar pessoas que irão cuidar, manter e dirigir o carro.”

Essencialmente, a Ford quer garantir que os verdadeiros entusiastas da marca sejam os primeiros a terem o carro. Também quer que eles estejam nas ruas – e nas redes sociais – funcionando como máquinas de marketing, e não ficando estacionados no meio da enorme coleção de carros de alguém.

Mais importante, quer consumidores que não irão se virar e vender o supercarro limitado para terem lucro. Isso significa que, mesmo após ser aprovado como um comprador, você terá de assinar um acordo dizendo que não venderá o carro por um período de tempo ainda não determinado.

LEIA: Jaguar Land Rover testa tecnologia de carros autônomos no Reino Unido

É intrigante ver a Ford adotar essa postura no processo de venda do GT – é algo típico da Ferrari. A montadora de supercarros italiana não deixa qualquer pessoa comprar um de seus veículos de elite: você tem de valer a pena. Ao que parece, no entanto, a Ford está mais preocupada em garantir que o carro esteja nas ruas.

Para os que querem ser uns dos primeiros a ter o novo GT, a página de inscrição deve ir ao ar até o final deste mês.

Comentários
Topo