Negócios

Facebook ainda não vale meio trilhão de dólares por culpa de Wall Street

iStock

iStock

A Evercore levantou o valor do Facebook a US$ 150 na manhã de hoje ao considerar os 1,8 bilhão de usuários somados de WhatsApp e FB Messenger. A este preço, a rede social estaria avaliada em cerca de US$ 440 bilhões, pouco abaixo da marca de meio trilhão de dólares.

O analista da Evercore, Ken Sena, já era um dos que apostava alto na companhia, defendendo a marca de US$ 140,00 por ação antes do aumento para US$ 150,00 desta manhã.

LEIA MAIS: 10 maiores investidores de risco dos EUA

“A combinação dos 1,8 bilhão de usuários do WhatsApp e do Messenger, sem contar com os do próprio Facebook e Instagram, já faz com que os números dessa empresa sejam quase similares à totalidade de iOS e Android no mundo”, disse Sena.

Não há dúvidas de que o mercado está subestimando a rede social. Baseando-se na atual capitalização do Facebook, o mercado deveria estar cotando US$ 180,00 por ação da companhia. Isso sem contar que, caso eles começassem a cobrar mísero US$ 1,00 por mês de cada usuário, o valor de mercado da rede social chegaria perto de meio trilhão de dólares.

Sena ainda diz que os aplicativos para celular estão aumentando a eficiência da comunicação entre as pessoas ao redor do mundo: “Mensagem após mensagem, os usuários destas redes sociais ajudam a incrementar negócios ao fornecer alguns dados básicos. Entre as plataformas que coletam esses dados, fornecem um serviço de mensagens e integram os sistemas com inteligência artificial, o Facebook é a melhor de todas.”

E AINDA: 20 maiores bilionários de tecnologia

A declaração de Ken Sena, baseada em pesquisa e análise de dados, é um ponto fora da curva entre os analistas de Wall Street, que apostam em uma eventual derrocada da companhia.

Comentários
Topo