Negócios

Tinder compra aplicativo Humin para melhorar serviço de localização

iStock

iStock

Na tarde desta terça-feira, o Tinder, um aplicativo para encontros do Match Group, anunciou ter comprado o Humin, uma companhia de São Francisco responsável pela criação de uma lista de contatos inteligente, com localização baseada na rede social Knock Knock.

Nos termos do contrato, os funcionários do Humin permanecerão em São Francisco, com os fundadores do aplicativo, Ankur Jain e David Wyler, juntando-se ao time de liderança do Tinder. Ambos fazem parte da lista de FORBES de jovens promissores abaixo dos 30 anos.

Sean Rad, fundador e CEO do Tinder, disse ter firmado a parceria por conta da tecnologia oferecida pelo Humin, assim como pela experiência dos fundadores. “O Humin conseguiu desenvolver uma tecnologia que é muito relevante para problemas que estamos tentando resolver, e também, para chegarmos a novas descobertas ainda este ano”, afirmou.

Rad não revelou detalhes de quais problemas e descobertas possam ser, mas considerando-se a tecnologia baseada em localização do Knock Knock, pode-se especular que o Tinder estaria procurando tornar a localização do match ainda mais específica, encontrando pares no mesmo prédio, ônibus ou carro. Os atuais usuários do Humin e do Knock Knock continuarão a ter acesso a esses serviços, ainda que os aplicativos tenham sido tirado das vendas da Apple e do Google.

Além da nova tecnologia, Rad disse que Jain e Wyler vão ajudar a adaptar o aplicativo a diferentes locais e culturas. “O Tinder é uma experiência diferente em cada lugar, por isso queremos adaptar nosso serviço aos costumes da região”, afirmou Rad.

Jain e Wyler têm nas mãos agora os 50 milhões de usuários do Tinder, que visualizam até 1,2 bilhão de perfis por dia. Fundado em 2012, o Humin, hoje com um milhão de usuários registrados, não conseguiu atingir massivamente seu público desejado. “A escala que o Tinder atende faz com que tudo soe ainda mais empolgante”, disse Jain. “Vamos trabalhar com os mesmos problemas de antes, mas com muito mais usuários”.

A origem do acordo vem da conferência de tecnologia de Dublin, a Web Summit, em novembro de 2015, na qual tanto Rad quanto Jain foram palestrantes. A dupla começou a conversar sobre uma possível parceria e até mesmo uma aquisição. “Sean e eu nos conhecemos em Dublin e ficamos empolgados diante dessa ideia”, disse Jain. “Nós todos queremos ajudar pessoas a encontrarem outras pessoas. Sean já fez isso muito bem no mundo virtual, mas agora queremos investir no mundo real.”

Comentários
Topo