Negócios

Empresa lança games para jogar no cinema antes do filme

Divulgação

Divulgação

O que você faz enquanto espera o filme começar no cinema? Há quem fique conectado ao Facebook, quem goste de bater papo e ver os trailers, quem faça selfies e quem prefira chegar em cima da hora para evitar tudo isso. A partir de agora, no entanto, haverá uma opção mais interativa: jogar games na tela grande.

VEJA TAMBÉM: Facebook paga US$10 mil a menino de 10 anos que achou falha no Instagram

O novo serviço Moovieplay permite que o usuário conecte seu smartphone via Wi-Fi, com a função de ser um controle, e jogue contra os demais espectadores enquanto espera o filme, com avatares de estrelas do mundo do cinema, como Bruce Willis, Johnny Depp e Meryl Streep. Desenvolvido pela brasileira Sioux, a novidade deve estrear ainda este mês na sala VIP da rede Cinépolis, no shopping JK Iguatemi, em São Paulo, e se expandir para outros quatro Estados (Rio de Janeiro, Paraná, Pará e Ceará), nos próximos quatro meses. Em um ano, a expectativa é chegar a 200 salas.

Divulgação

Divulgação

A empresa afirma que o modelo espera atrair o maior público possível. “Vamos oferecer Wi-Fi gratuito para que os usuários não dependam do sinal do 3G.” Entre as opções de jogo já desenvolvidas, estão “Quiz no Cinema”, um programa de perguntas e respostas de 3 min; “Ache a Figura”, para encontrar imagens em um tabuleiro; e “Pipoca”, para arremessar grãos em cestos. Os melhores colocados são exibidos na tela, com os nomes dos avatares.

A Sioux levou 18 meses no desenvolvimento do projeto e não divulga o montante investido. A empresa diz que espera monetizar por meio de patrocínios. Um exemplo é o jogo, ainda em fase de testes, bancado pela Fini, em que os usuários devem comer o maior número possível de guloseimas da marca.

RANKING: 30 maiores filmes de super-herói de todos os tempos

Outro plano da empresa é expandir o serviço para outros ambientes públicos. “Onde tiver uma grande tela, como teatros e shows, é possível engajar público”, afirma Guilherme Camargo, CEO da desenvolvedora.

Comentários
Topo