Negócios

Motoristas do Uber de Nova York formam associação trabalhista

Mais de mil motoristas do Uber assinaram cartões de filiação (Getty Images)

Mais de mil motoristas do Uber assinaram cartões de filiação (Getty Images)

Motoristas do Uber do Estado de Nova York formaram uma associação para fortalecer seu lado nas negociações com o serviço online, disseram líderes trabalhistas no domingo (1), dias após a companhia concordar com um acordo de 100 milhões de dólares em dois outros estados.

Mais de mil motoristas do Uber assinaram cartões de filiação, disse a associação em comunicado.

LEIA MAIS: Uber estreia serviço de viagem compartilhada nesta sexta

O acordo recente com motoristas na Califórnia e Massachussetts sobre reclamações de despesas também permitiu que eles formassem associações que podem levar queixas à administração. A medida segue a recente decisão do Painel Nacional de Relações Trabalhistas que impediu a formação de um sindicato tradicional dos motoristas do Uber.

A associação disse que vai trabalhar para proteger os membros contra as companhias de carros, empresas de seguro e outros, enquanto pede à cidade e o Estado de Nova York que aperte a regulação sobre o Uber e outros competidores.

VEJA TAMBÉM: Uber lança serviço de entrega de comida na Austrália

“Já que a administração do Uber controla as tarifas cobradas pelo serviço, os motoristas querem e precisam de segurança e proteção”, disse a associação em comunicado. “Os investidores do Uber estão forçando os motoristas a trabalharem muitas horas sem nenhum benefício ou proteções de leis trabalhistas.”

Comentários
Topo