Negócios

5 mulheres que ficaram milionárias depois dos 40

As 60 mulheres mais ricas dos Estados Unidos que fizeram a própria fortuna e que aparecem na lista de FORBES fundaram algumas das maiores companhias do planeta, como Gap, Google e Facebook.

VEJA MAIS: As mulheres mais ricas de 2016 que construíram a própria fortuna

Entre estas mulheres, que, juntas, têm um patrimônio combinado de US$ 53 bilhões, há muitos nomes famosos, como Beyoncé, Taylor Swift (a mais nova), Celine Dion e a escritora Nora Roberts.

No entanto, algumas delas conseguiram suas fortunas mais tarde na vida. É o caso de cinco mulheres da lista, que começaram suas empresas depois dos 40 anos. Uma, inclusive, depois dos 50 anos. Conheça-as na galeria de fotos abaixo:

  • Judy Sheindlin

    Judy Sheindlin é, provavelmente, a juíza mais famosa dos Estados Unidos. Ela participa de um reality show que mostra os casos que resolve desde os 52 anos. O “Judge Judy” está no ar no país há 20 temporadas e rende US$ 47 milhões por ano para a profissional, com 10 milhões de telespectadores por episódio. A juíza, com uma fortuna estimada em US$ 290 milhões, começou a gravar o programa em 1996.

  • Bradley Beekgaard

    Bradley Beekgaard tinha 42 anos quando começou sua companhia de acessórios Vera Bradley, junto com sua vizinha Patricia Miller. Em 1982, as duas pegaram US$ 250 mil emprestado com seus maridos e começaram a montar bolsas no porão da casa de Miller. Hoje, a Vera Bradley vende anualmente US$ 500 milhões em bagagens, bolsas de mão e outros acessórios.

  • Lynda Weinman

    Lynda Weinman começou sua plataforma educacional online, a lynda.com, em parceria com seu marido Bruce. Ela tinha 40 anos quando, em 1995, montou um sistema para se comunicar com seus alunos fora da sala de aula. Hoje, 40% das universidades norte-americanas assinam o serviço, que foi vendido ao LinkedInd em 2015 por US$ 1,5 bilhão.

  • Pleasant Rowland

    Pleasant Rowland começou seus negócios porque queria comprar bonecas para suas sobrinhas. Em 1986, aos 45 anos, ela começou a produzir as bonecas American Girl, que foi vendida à Mattel em 2004 por US$ 700 milhões.

  • Vera Wang

    Vera Wang, a famosa designer de vestidos de casamento, só abriu a sua primeira boutique aos 40 anos, nos anos 1990. Desde então, ela vestiu algumas das maiores personalidades do mundo, como Victoria Beckham, Ivanka Trump e Chelsea Clinton, além de ter desenhado vestidos de festa para Oprah Winfrey e Michelle Obama.

Judy Sheindlin

Judy Sheindlin é, provavelmente, a juíza mais famosa dos Estados Unidos. Ela participa de um reality show que mostra os casos que resolve desde os 52 anos. O “Judge Judy” está no ar no país há 20 temporadas e rende US$ 47 milhões por ano para a profissional, com 10 milhões de telespectadores por episódio. A juíza, com uma fortuna estimada em US$ 290 milhões, começou a gravar o programa em 1996.

Comentários
Topo