Negócios

Bill Gates doa cerca de 100 mil frangos na África

Bill-Gates 4-getty

Bill Gates, o homem mais rico do mundo, discursou na semana passada, em Nova York, sobre a importância dos frangos para melhorar a vida das pessoas. “Não há nenhum investimento que seja capaz de trazer tantos retornos como o de criar galinhas”. A meta de Gates é aumentar a criação da ave na África Ocidental. O plano do executivo é ambicioso, mas pode aumentar os níveis de nutrição e diminuir a pobreza na região.

Como para Gates, tudo é matemática, ele exemplificou seu raciocínio com números: um fazendeiro que começa uma criação com 3 galinhas e um galo terá, depois de 3 meses, 12 frangos. Em um ano, 250. Na África, um frango é vendido por aproximadamente US$ 5, o que garantiria US$ 1.250 em um ano, valor duas vezes maior do que o da linha de extrema pobreza.

VEJA MAIS:9 dos casais mais poderosos do mundo

Com isso, Gates resolveu financiar iniciativas – entre elas fechou uma parceria com o grupo de desenvolvimento global Heifer International para doar cerca de 100.000 frangos para famílias africanas. Os projetos começaram na Etiópia, país para o qual o fundador da Microsoft doou US$ 7 milhões, em uma operação para dar aos fazendeiros as aves para que eles comecem a trabalhar na área. As despesas para os fazendeiros são mínimas: apenas uma vacina, que custa menos de US$ 0,20. Os frangos, normalmente, se alimentam de insetos e gramas e não dão muitas despesas para os criadores.

A genética também é um dos fatores principais para o negócio, pois os frangos africanos tem maior resistência as doenças e ao calor, apesar de serem menos produtivos do que os americanos. Porém, a Bill e Melinda Gates Foundation já está tentando criar super frangos que sejam resistentes e produtivos.

LEIA MAIS:20 maiores bilionários de tecnologia

Outro ponto positivo é que os frangos ajudam no processo de emponderamento feminino, pois a espécie tende a ficar próxima as casas, enquanto animais maiores andam mais e, muitas vezes, são cuidados por homens. Isso é importante porque as mulheres costumam gastar mais com comida e educação do que os homens. A esposa de Gates, Melinda, se mostrou muito preocupada e focada com a questão do empoderamento feminina.

Comentários
Topo