Negócios

Cidade de San Francisco quer multar Airbnb por casas não regulamentadas

Getty Images

Getty Images

Aos poucos, a Airbnb tem conquistado várias cidades ao redor do mundo. É, no entanto, em San Francisco, seu local de nascimento, que a startup, avaliada em US$ 25 bilhões, aparece cada vez mais – e de uma maneira negativa.

O motivo é um processo contra a cidade de San Francisco, anunciado na última segunda-feira (27). A movimentação jurídica é para se prevenir contra possíveis multas diárias de US$ 1.000 por registro de casas não cadastradas nos documentos da cidade.

VEJA MAIS: Airbnb surfa na crise para crescer no Brasil

O problema começou em 2014, quando a prefeitura exigiu que todas as casas colocadas para aluguel no site estivessem de acordo com as leis patrimoniais da cidade e estivessem devidamente registradas. Como nem todos os usuários fizeram isso até o momento, a prefeitura quer forçar a companhia a tirar essas casas do site – ou a pagar multas consideravelmente altas se não o fizer.

“Em vez de consertar o seu processo de registro de casas, eles querem que a Airbnb o faça, ignorando milhares de pessoas que dependem do site para encontrar locais para morar”, disse a companhia em comunicado.

E AINDA: 20 melhores cidades dos EUA para recém-formados

A empresa disse, ainda, que a ameaça da prefeitura viola uma lei federal que impede que órgãos governamentais regulem o que é postado por usuários de sites como Facebook e eBay.

No começo do mês, o Estado de Nova York também entrou com um processo contra a companhia para identificar os donos de casas não regulamentadas e multá-los diariamente em mais de US$ 7.500.

Comentários
Topo