Negócios

Microsoft anuncia compra do LinkedIn por US$ 26 bilhões

25 Microsoft

A Microsoft declarou nesta segunda-feira (13), que está prestes a comprar o LinkedIn por US$ 26,2 bilhões. A empresa pagará US$ 196 por ação da rede social de profissões, o que representa 44% a mais do preço da ação de sexta-feira (10). Hoje, as ações no pré mercado já subiram 48%, avaliadas agora em US$ 194,51.

O CEO do Linkedin, Jeff Weiner, irá continuar no seu cargo atual e responderá para Satya Nadella, CEO da Microsoft. Reid Hoffman, cofundador da rede, junto com Weiner, declarou que ambos estão a favor da aquisição. Em nota, a companhia disse: “ Hoje é um momento de refundação do LinkedIn. Assim como mudamos o modo que as pessoas se conectam com oportunidades, esse relacionamento com a Microsoft e a combinação da sua nuvem com a rede do Linkedin, agora também nos dá a chance de mudar a maneira que o mundo trabalha”.

VEJA MAIS: Quanto 50 dos maiores bilionários do mundo possuem em reais

Em apresentação para investidores, nessa manhã, a Microsoft relatou um objetivo comum, o de “empoderar pessoas e organizações” e mostrou o crescimento dos usuários, engajamento e lucros do LinkedIn. Atualmente, a rede tem 433 milhões de membros – 10% a mais que no ano anterior – e é utilizada em mais de 200 regiões do globo.
O gigante da tecnologia busca oferecer suporte para o LinkedIn crescer e melhorar sua audiência, com anúncios focados em seu público. Eles também viram a oportunidade de providenciar aos usuários ferramentas que aumentam a produtividade.

A transação foi aprovada por ambos os diretores das companhias, e espera ser finalizada até o fim deste ano. Porém, ainda está em fase de aprovação pelos donos de ações do LinkedIn.

Comentários
Topo