Negócios

Conheça o bilionário por trás de “O Fantasma da Ópera”

Cameron Mackintosh ganha mais dinheiro com musicais do que com filmes (Getty Images)

Cameron Mackintosh ganha mais dinheiro com musicais do que com filmes (Getty Images)

A estreia, em 1985, de Les Misérables no West End londrino marcou o fim de um ato e o início de outro na vida de Cameron Mackintosh. “Só depois disso”, conta ele, “as pessoas viram que é possível ganhar mais dinheiro com musicais do que com filmes”.

RANKING GERAL: 70 maiores bilionários do mundo em 2016

Ele veio a produzir uma série de megassucessos do teatro musical, entre os quais “O Fantasma da Ópera” e “Miss Saigon”. Tem participações no Fantasma e em Cats e todos os direitos sobre “Les Misérables” e “Miss Saigon”, o que significa que recebe pagamentos sempre que uma companhia profissional encena qualquer uma das obras; também é dono de oito teatros do West End e de 75% da Music Theatre International, maior licenciadora de espetáculos da Broadway para produções amadoras. Tudo isso se soma em uma fortuna de US$ 1,2 bilhão.

BRASIL: 31 maiores bilionários brasileiros

“Você nunca sabe quando o dinheiro vai chegar e quando vai embora”, diz Mackintosh, de 69 anos, que iniciou a carreira como ajudante de palco, ganhando 30 dólares por semana. “Estou mais surpreso do que ninguém.” No entanto, seu próximo grande empreendimento é sucesso praticamente garantido: importar Hamilton, sensação da Broadway, para o West End em 2017.

Fantasma da Ópera

Fantasma da Ópera

Comentários
Topo