Negócios

3 lições básicas de negócios das melhores escolas de moda do mundo

Dos ternos da Rua Savile Row às minissaias da Rua Carnaby, Londres é, há tempos, uma das principais capitais da moda no mundo. E não é só de lojas que vive o espírito fashion da cidade: a capital inglesa abriga algumas das maiores escolas do segmento.

A agência The Business Of Fashion acaba de publicar o ranking dos melhores cursos de moda e design do mundo e cinco das doze primeiras faculdades ficam na terra da rainha. Entre cursos livres, programas de graduação e lojas espalhadas por toda da cidade, a indústria da moda contribuiu com US$ 34 bilhões para a região somente em 2014.

VEJA MAIS: 25 maiores empresas de vestuário e acessórios do mundo

No topo da lista, está a escola Central Saint Martins, que formou nomes como Stella McCartney, John Galliano e Alexander McQueen. Os estilistas que saem dali costumam abrir seus próprios negócios e muitas criações que nasceram por lá hoje vestem Madonna, Beyoncé e outros ícones fashion.

Essa não é a realidade do mercado, no entanto. De acordo com a The Business Fashion, 95% das startups de moda fecham nos seus primeiros cinco anos de funcionamento. Isso porque, segundo a CEO da agência Imran Amed, os alunos de muitas instituições não são preparados para lidar com o mercado. “Uma vez fora das universidades, eles não percebem que não foram preparados para lidar com negócios.”

E AINDA: 4 lições de negócios para jovens empresários

Por isso, as instituições avaliadas precisam ter em seu programa disciplinas que ensinem seus alunos a lidarem com a realidade de negociações e burocracias. Veja na galeria de fotos alguns dos assuntos que as melhores escolas de moda do mundo ensinam seus estudantes na hora de abrirem o próprio negócio:

  • Investir no digital

    Um crescente número de escolas de moda está adicionando à grade disciplinas que ensinem a lidar com as redes sociais para promover uma marca. Entre oficinas de ferramentas de medição de audiência e workshops de postagens, os alunos aprendem a alcançar um bom número de seguidores.

  • Observe quem já chegou lá

    Para mostrar como a carreira pode dar certo, as escolas colocam grandes nomes do mundo da moda para dar aulas ou palestras sobre assuntos do mercado de trabalho. Assim, além de inspirarem jovens designers, eles incentivam o investimento na área.

  • Estude

    De nada adianta um bom plano de negócios se o produto não é bom. Os alunos das escolas de moda são ensinados a criar, sem deixar de lado a parte mais burocrática e de investimento.

Investir no digital

Um crescente número de escolas de moda está adicionando à grade disciplinas que ensinem a lidar com as redes sociais para promover uma marca. Entre oficinas de ferramentas de medição de audiência e workshops de postagens, os alunos aprendem a alcançar um bom número de seguidores.

Comentários
Topo