Negócios

3 metas do Facebook para os próximos 10 anos

Apesar de ser uma empresa de tecnologia, o Facebook emprega gente nos mais variados setores. De engenheiros da computação a jornalistas, a companhia precisa de profissionais de todas as áreas para dar conta da maior rede social do mundo.

VEJA MAIS: WhatsApp diz que compartilhará dados de usuários com o Facebook

Mike Schroepfer, por exemplo, é um arquiteto formado em Stanford e CTO do Facebook. Ele é responsável por todas as modificações na estrutura tecnológica da empresa e opera mundialmente para otimizar o funcionamento da rede.

Na última semana, o arquiteto divulgou uma projeção de melhoria tecnológica para a empresa nos próximos dez anos, que envolvem desde investimento em novos funcionários à realidade virtual. Veja todas na galeria de fotos:

  • Realidade virtual

    A inteligência virtual já resolve alguns problemas para o Facebook, como o conteúdo apropriado para cada tipo de usuário. Schroepfer diz que nos próximos anos a empresa irá investir pesadamente no assunto, para que a próxima geração possa ter uma total imersão na rede.

  • Abrir a programação

    Schroepfer diz que, nos próximos anos, o Facebook irá disponibilizar seus algoritmos de programação, ao menos em parte. De acordo com o CTO, a empresa já vem fazendo isso em eventos de tecnologia e pretende expandir a ação ainda mais.

  • Crescimento moderado

    De acordo com Schroepfer, o objetivo do Facebook não é o crescimento na próxima década, mas a melhoria das ferramentas já existentes. A ideia é ter especialistas em cada área de diferentes setores, principalmente para que a atuação da empresa seja diversificada.

Realidade virtual

A inteligência virtual já resolve alguns problemas para o Facebook, como o conteúdo apropriado para cada tipo de usuário. Schroepfer diz que nos próximos anos a empresa irá investir pesadamente no assunto, para que a próxima geração possa ter uma total imersão na rede.

Comentários
Topo